PUBLICIDADE

Viña e Arrascaeta falam sobre realização da Copa América no Brasil: "Não se deveria jogar"

1 jun 2021 12h14
| atualizado às 12h14
ver comentários
Publicidade

O lateral Matías Viña, do Palmeiras, e o meia Giorgian de Arrascaeta, do Flamengo, comentaram a decisão da Copa América ser mantida e realocada para o Brasil. Os dois jogadores uruguaios entendem que essa não é a melhor escolha levando em conta o momento da pandemia da covid-19.

"Pessoalmente, pelo momento da pandemia, acho que não se deveria jogar. Mas, se temos que jogar, vamos jogar", disse Viña, ao programa La Ora Deportiva, da rádio 970 Universal.

O meia flamenguista concordou com o companheiro. "As dificuldades que o mundo passa mostram as complicações para organizar um torneio. Não é o momento certo para fazer a Copa América, mas não podemos fazer nada", disse Arrascaeta.

A Conmebol confirmou na última segunda-feira que o Brasil será a nova sede da Copa América após entrar em contato com o presidente Jair Bolsonaro e com a CBF. A competição tem data marcada para começar no dia 13 de junho.

Arrascaeta e Viña servirão a seleção uruguaia nos jogos contra Paraguai, nesta próxima quarta-feira e contra Venezuela, na próxima terça. As partidas são válidas pelas Eliminatórias da Copa do Mundo.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade