0

Clubes parceiros do EI se mostram surpresos com fim do canal

O Esporte Interativo tem contrato com sete equipes que estão na Série A e mais sete que estão na Série B.

9 ago 2018
19h17
atualizado às 19h23
  • separator
  • comentários

O futebol brasileiro foi surpreendido nesta quinta-feira. O Esporte Interativo anunciou que irá sair do ar e as equipes parceiras do canal para a transmissão do Campeonato Brasileiro a partir de 2019 até 2024 se mostraram surpresas com a notícia e estão estudando como irão agir.

"Sem comentário, sem comentário. Não tenho nada o que dizer porque nós vamos estudar o assunto. Fomos pegos de surpresa e não tenho nenhuma observação", declarou Mario Celso Petraglia, presidente do conselho deliberativo do Atlético-PR, à Gazeta Esportiva.

Foto: RD1

"Todos fomos pegos de surpresa. Lamentamos profundamente a notícia dada a importância da emissora para o mercado, seu caráter inovador com campeonato do Nordeste, pioreirismo no on demand, qualidade de seus profissionais. Em relação ao nosso contrato em vigência, a questão está sendo analisada pelo departamento jurídico sendo prematura qualquer declaração sobre rumos ou medidas a serem tomadas pelo clube", informou o Santos por meio de comunicado oficial.

A reportagem também tentou entrar em contato com o Palmeiras, que não se posicionou sobre o assunto, além de Bahia e Ceará. Guilherme Bellintani, presidente do Esquadrão de Aço, falou em rescisão de contrato com em entrevista à Folha de S. Paulo.

"Fomos pegos totalmente de surpresa… se forem confirmadas as informações prévias que temos, somados aos problemas contratuais que já estavam identificados, o Bahia vai buscar a rescisão do contrato via arbitragem e até via judicial. Entendemos que virou muito diferente do que foi proposto inicialmente e vamos buscar a rescisão", declarou o executivo.

O Esporte Interativo tem contrato com sete equipes que estão na Série A e mais sete que estão na Série B.  São elas: Atlético-PR, Bahia, Ceará, Internacional, Palmeiras, Paraná, Santos, Coritiba, Criciúma, Fortaleza, Guarani, Paysandu, Ponte Preta e Sampaio Corrêa.

Confira o comunicado do Esporte Interativo sobre o fim do canal:

"A Turner, agora uma afiliada AT&T, anunciou hoje que migrará a sua principal programação de futebol para as marcas TNT e Space, criando os primeiros superstations para o Brasil. A Turner transmitirá a Série A do Campeonato Brasileiro, a partir de 2019 e pelos próximos seis anos; e continuará comprometida com a Liga dos Campeões da UEFA por mais três temporadas, a partir de agosto de 2018.

Os canais Esporte Interativo, bem como suas atividades de produção, serão desativados nos próximos 40 dias. A Turner se concentrará em reforçar ainda mais as marcas já estabelecidas TNT e Space. O superstation é um modelo de nos Estados Unidos e a Turner está confiante de que o mesmo acontecerá no Brasil".

Veja também:

Ouça agora o podcast Terra Futebol:

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade