0

Brasileiro Série A

Inter vence de virada e derruba série invicta do Corinthians

Edu Andrade/Fatopress / Gazeta Press
16 set 2015
23h57
atualizado em 17/9/2015 às 10h28
  • separator
  • comentários

O Corinthians não conseguiu chegar aos 18 jogos de invencibilidade, que representariam um recorde no Brasileirão por pontos corridos. Nesta quarta-feira, a equipe do técnico Tite conheceu sua primeira derrota após 17 partidas. O algoz foi o Internacional, que ganhou de virada, no Beira-Rio, por 2 a 1. Rever e Valdívia marcaram os gols colorados, e Malcom fez o do Timão.

A derrota em Porto Alegre não altera a vantagem do Corinthians na luta pelo título. A equipe paulista mantém os mesmos cinco pontos de vantagem para o Atlético-MG, que perdeu para o Santos, mas vê o Grêmio se aproximar, seis atrás. A última derrota corintiana havia sido na 9ª rodada, dia 20 de junho, contra o Peixe, seu próximo adversário, no domingo pela manhã.

Vantagem do líder Corinthians para o Atlético-MG segue em cinco pontos
Vantagem do líder Corinthians para o Atlético-MG segue em cinco pontos
Foto: Ricardo Duarte/Internacional

O Inter, por sua vez, embala de vez na briga por uma vaga na próxima Libertadores. A vitória sobre o líder foi a terceira seguida do time de Argel Fucks, que sobe mais uma posição: agora é 8º, com 40. Sábado, o compromisso será diante do Figueirense, novamente no Beira-Rio.

O jogo – O jogo começou muito movimentado no Beira-Rio. Logo no primeiro minuto de jogo, Alex lançou Ernando na cara do gol. Ele cruzou quando Cássio saía do gol e Valdívia chutou em cima da zaga, com a meta vazia. Animado, o Inter teve boas chegadas a seguir, com Alex e Ernando, mas foi o Corinthians que abriu o placar aos 18, em chute despretensioso de Malcom desviado por Paulão, enganando Alisson.

A partida seguiu muito movimentada após o gol corintiano. Buscando a reação na partida, o técnico Argel Fucks desmanchou o esquema com três volantes, sacando Wellington em favor de Lisandro López, aos 33 minutos. Aos 36, o Timão levou perigo em falta batida por Jadson que Vágner Love por pouco não desviou. No minuto seguinte, o empate gaúcho: Valdívia cobrou escanteio, Vitinho desviou, a bola bateu em Edílson e se ofereceu para Réver fazer 1 a 1.

Réver marcou o gol de empate do Inter após cobrança de escanteio
Réver marcou o gol de empate do Inter após cobrança de escanteio
Foto: Ricardo Duarte/Internacional

Descontente com o empate, o Corinthians veio para cima nos minutos finais. Aos 42, Renato Augusto levou muito perigo em chute colocado de fora da área. Aos 46, Elias fez bom lançamento Fagner por entre os zagueiros do Inter. Ele invadiu a área na corrida, mas Alisson saiu bem do gol e abafou o chute.

Valdívia foi um dos destaques do Inter na vitória sobre o Corinthians
Valdívia foi um dos destaques do Inter na vitória sobre o Corinthians
Foto: Ricardo Duarte/Internacional

O segundo tempo começou mais estudado, com a equipe paulista propondo o jogo e os donos da casa especulando nos contra-ataques. Valdívia quase conseguiu virar o placar num deles, aos 13 minutos. Dois minutos mais tarde, Réver salvou na pequena área quando Elias se preparava para marcar. Aos 20, o Inter respondeu com Lisandro López, que chutou para fora após rebote de falta batida por Valdívia.

Aos 28, o Colorado conseguiu a virada: Paulão passou por Edílson na direita e cruzou para Valdívia mandar para o gol de Cássio. O Timão, então, veio para a pressão, e o Inter se defendeu com muita garra, levantando o Beira-Rio, que comemorou demais o resultado.

Internacional 2 x 1 Corinthians
Local
: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre (RS)
Data: 16 de setembro de 2015, quarta-feira
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Jaílson Macedo Freitas (BA)
Assistentes: Fabiano Ramires (ES) e Marcos Rocha de Amorim (BA)
Renda: R$ 471.610,00
Público: 19.073
Cartões amarelos: Nilton e Ernando (Internacional); Edilson (Corinthians)
Gols:
Internacional: Réver, aos 37 minutos do primeiro tempo; Valdívia, aos 28 minutos do segundo tempo
Corinthians: Malcom, aos 18 minutos do primeiro tempo

Internacional: Alisson; William, Paulão, Réver e Ernando; Rodrigo Dourado, Nilton, Wellington (Lisandro López) e Alex; Valdívia (Silva) e Vitinho (Rafael Moura). Técnico: Argel Fucks

Corinthians: Cássio; Fagner, Felipe, Gil e Uendel (Edilson); Ralf (Cristian), Elias, Jadson, Renato Augusto e Malcom (Ángel Romero); Vágner Love. Técnico: Tite

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • comentários
publicidade