PUBLICIDADE

Bruno Uvini se inspira em Renato Gaúcho para ajudar o Vitória no Brasileirão

Zagueiro de 32 anos já está regularizado no BID da CBF e fica à disposição para a estreia rubro-negra diante do Palmeiras

12 abr 2024 - 23h45
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Reprodução TV Vitória BetSat - Legenda: Apresentação do zagueiro Bruno Uvini no Barradão / Jogada10

O zagueiro Bruno Uvini foi apresentado nesta sexta-feira (12), pelo Vitória, no Barradão. O novo reforço também já está regularizado no BID da CBF e fica à disposição para a estreia rubro-negra no Brasileirão diante do Palmeiras, neste domingo, às 18h30 (de Brasília), no mesmo local.

Embora tenha passado a maior parte da carreira fora do Brasil após surgir para o futebol no São Paulo, o defensor retornou ao país para atuar pelo Grêmio. Em 32 jogos no clube gaúcho, anotou dois gols e deu uma assistência. Pelo Brasileirão, marcou um gol em 20 partidas, 16 delas como titular.

Em suas primeiras palavras pelo novo clube, Uvini destacou a importância de Renato Gaúcho ter sido seu treinador.

"Fundamental, Renato é um técnico que dispensa comentários. Tem um histórico vitorioso, mentalidade vitoriosa, quem trabalha com ele tem o privilégio de aprender e trazer consigo. É uma das coisas que aprendi, vamos dizer assim, estamos sempre aprendendo. Espero trazer essa experiência, forma de trabalhar, de disputar os jogos, que aprendi com ele, aqui para o Vitória", iniciou.

Uvini destaca aprendizado e experiência como trunfos

O aprendizado adquirido em Porto Alegre será um dos trunfos de Bruno Uvini para disputar posição em um setor bem consolidado com a dupla Camutanga e Wagner Leonardo.

"Estou chegando não só numa boa zaga, estou chegando num time vitorioso, num elenco muito bom, um grupo muito bom, que me recebeu muito bem. Já parte daí o desafio, de se incorporar, conseguir manter o mesmo nível, de sensação vitoriosa, e fazer um elogio ao trabalho que vem fazendo. Com certeza estão muito bem, isso é notável", pontuou Uvini.

"Chego para aumentar a qualidade no setor, aumentar a competição ali, faz bem para todos, bom para o treinador, para o clube. E Campeonato Brasileiro precisa ter elenco muito forte, tenho uma certa experiência com o campeonato e sei que existem muitas dificuldades no caminho e precisam ter jogadores para manter o nível alto o tempo todo, o que não é fácil de montar", acrescentou.

Aos 32 anos, o zagueiro afirmou que concentração e trabalho são essenciais para um bom início de trabalho em seu novo desafio.

"Como falei, essa experiência do Campeonato Brasileiro, da dificuldade que é, grandes jogos, nível de competição no máximo o tempo todo. Tem que estar com o nível de concentração e trabalho afiados. Você estar vindo de um ano em que pude contribuir, ficar em segundo colocado, sei o que necessita. Acho que vou contribuir dessa forma, trazendo essa experiência, essa mentalidade de buscar sempre mais. Ganhou na quarta-feira, tem que preparar para domingo. Não pode se acomodar, é um campeonato traiçoeiro. Acho que é a melhor forma de disputá-lo. Jogadores com experiência, jogando até 40, 41 anos, é porque sabem como jogar o Brasileirão Série A", frisou.

Siga o Jogada10 nas redes sociais: TwitterInstagram e Facebook.

Jogada10
Compartilhar
Publicidade
Publicidade