PUBLICIDADE

Treinador é demitido por acusações de abuso sexual nos EUA

5 fev 2015 16h51
| atualizado às 16h52
ver comentários
Publicidade

O técnico George Najjar, da Sayreville War Memorial High School, foi dispensado nesta quinta-feira do seu cargo no time de futebol americano da escola onde trabalhou e teve sucesso nos últimos 20 anos. Uma vaga de emprego foi aberta pela instituição para alguém assumir o posto de Najjar, que comandava o programa esportivo envolvido em um escândalo de abuso sexual e bullying em outubro do ano passado.

Tudo começou com denúncias de calouros no time do colégio, que passavam por um ritual humilhante promovido pelos veteranos. Os novos membros da equipe eram surpreendidos no vestiário com o apagar das luzes, elevados pelos companheiros e tinham um dedo enfiado no ânus - em ocasiões colocado na boca na sequência.

A notícia fez barulho na comunidade de New Jersey, onde a escola está localizada. Richard Lebbe, superintendente da instituição, cancelou a temporada da equipe escolar de futebol americano, apesar das reclamações de pais e moradores da região.

A parada temporária fez com que a equipe interrompesse a sequência de 20 temporadas consecutivas de sucesso futebol americano escolar, durante as quais os Bombers, nome dado ao time, chegaram aos playoffs da liga em todas as oportunidades, sempre sob comando de Najjar.

Sete jogadores foram acusados de ter ligações com o bullying e abuso de outros quatro colegas de equipe dentro do vestiário em um intervalo de dez dias iniciado no dia 29 de setembro. Todos eles estão suspensos da escola e não serão julgados como adultos. Por outro lado, nenhum técnico foi incriminado. Quatro assistentes foram suspensos com pagamento em outubro e tiveram posteriormente seus cargos restaurados em novembro.

Najjar, por outro lado, foi afastado com remuneração em conjunto com os outros treinadores, mas não recuperou seu posto no mês seguinte.

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade