PUBLICIDADE
Logo do Fluminense

Fluminense

Favoritar Time

Presidente da CBF confirma público na final da Libertadores, mas faz ressalva

Fluminense e Boca Juniors disputam a final da Libertadores neste sábado, às 17h, no Maracanã.

3 nov 2023 - 14h04
(atualizado às 14h10)
Compartilhar
Exibir comentários
Presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues -
Presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues -
Foto: Lucas Figueiredo / CBF / Esporte News Mundo

Após a Conmebol convocar dirigentes da CBF, da AFA, do Fluminense e do Boca Juniors para uma reunião com objetivo de evitar que a violência que tomou conta da praia de Copacabana se repita, o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, se manifestou. Ele confirmou que, neste momento, a final da Libertadores terá público, mas pediu ajuda aos torcedores.

- Foi uma reunião para pregar paz. Futebol é alegria. Aqueles que estão sem esse propósito é melhor não ir para o jogo. Assista pela TV. Vamos com os espíritos desarmados de qualquer tipo de violência e que possa conviver bem as duas torcidas. Tanto o presidente do Fluminense quanto do Boca Juniors, quanto da AFA e da Conmebol, pregam paz. A CBF também quer paz nos estádios — afirmou Ednaldo, que respondeu sobre a possibilidade de jogar a final da Libertadores com portões fechados. 

- [A presença de público] Vai depender dos torcedores. A partir de agora, os torcedores tem que se unir em torno do paz porque a segurança está acima de tudo. Se por acaso não tiver essa paz, é lógico que pode ter a possibilidade de ser sem público.

A Conmebol quer evitar ser obrigada a tomar medidas mais drásticas, como fazer uma final sem público. Isso traria enorme prejuízo aos envolvidos e mancharia a imagem do torneio. 

Boca Juniors e Fluminense se enfrentam às 17h (de Brasília), na final única da Conmebol Libertadores, no Maracanã. Em caso de empate no tempo normal, haverá prorrogação e, se continuar a igualdade, disputa de pênaltis.

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Publicidade