0
Logo do Fluminense
Foto: terra

Fluminense

Palmeiras encerra jejum com gol de 'Cucabol' e bate Flu

10 jun 2017
18h02
atualizado às 18h07
  • separator
  • comentários

O Palmeiras encerrou seu jejum de quatro jogos sem gols nem vitórias no Campeonato Brasileiro durante a tarde deste sábado. No Estádio Palestra Itália, com um gol no estilo 'Cucabol', o time alviverde ganhou do Fluminense por 3 a 1 e respirou na tabela de classificação.

Trajado com uma calça verde escura, Cuca viu Guerra abrir o placar após jogada iniciada em arremesso lateral. Ainda no primeiro tempo, o artilheiro Henrique Dourado empatou e Keno marcou o segundo do time da casa. Nos acréscimos da etapa complementar, Roger Guedes ampliou em um contra-ataque.

Guerra comemora o gol que marcou e abriu o placar no Allianz Parque
Guerra comemora o gol que marcou e abriu o placar no Allianz Parque
Foto: Bruno Ulivieri/Raw Image/Gazeta Press

Com sete pontos, o Palmeiras sobe para o oitavo posto e, às 21h45 (de Brasília) desta quarta-feira, enfrenta o Santos, no Estádio da Vila Belmiro. Já o Fluminense, quinto lugar com 10 pontos, busca a reabilitação diante do Grêmio às 21 horas de quinta, no Maracanã.

O Jogo - Reforçado pelos retornos de Jean, Edu Dracena e Guerra, o Palmeiras foi melhor no começo da partida e saiu na frente aos nove minutos. No estilo Cucabol, Zé Roberto mandou a bola para área em arremesso lateral, Willian desviou de cabeça e Guerra completou de primeira para o fundo das redes.

O Fluminense não sentiu o gol e conseguiu empatar aos 18 minutos do primeiro tempo. Nas costas de Jean, Calazans recebeu pela esquerda e cruzou para conclusão certeira de Henrique Dourado. Preocupado com a vulnerabilidade de Jean, Cuca mandou-o para o meio de campo e posicionou Tchê Tchê na ala direita direita.

Felipe Melo discutiu com Henrique Dourado por causa da comemoração do atacante do Flu após gol marcado
Felipe Melo discutiu com Henrique Dourado por causa da comemoração do atacante do Flu após gol marcado
Foto: Djalma Vassão/Gazeta Press

O Palmeiras retomou a vantagem aos 40 minutos. Em bela jogada individual do lado direito, Roger Guedes passou por Léo e Marquinho antes de cruzar para Keno completar com sucesso. No final do primeiro tempo, Henrique Dourado ainda teve a chance de empatar novamente, mas parou em uma grande saída de Fernando Prass.

Com Jean em um dia de pouca inspiração, Cuca resolveu trocá-lo no intervalo por Thiago Santos para fortalecer o meio de campo. Felipe Melo, que vinha com boa atuação, deixou o gramado mancando após sentir a perna direita na metade do segundo tempo e foi substituído por Fabiano, o que levou Tchê Tchê de volta para o meio.

Sem correr grandes riscos no campo de defesa, o Palmeiras dominou as ações durante a etapa complementar. Em chutes desferidos por Keno, Roger Guedes e Tchê Tchê, o time alviverde levou algum perigo, mas não teve grandes oportunidades de gol até ampliar.

Em sua última alteração, Cuca promoveu a entrada de Michel Bastos após Keno cair no gramado. Em busca do empate, o Fluminense se lançou ao ataque e quase empatou em cabeçada de Marcos Júnior, defendida por Fernando Prass. Nos acréscimos, em um veloz contra-ataque, Roger Guedes arrancou até a área adversária e fechou o placar.

FICHA TÉCNICA

PALMEIRAS 3 X 1 FLUMINENSE

Local: Estádio Palestra Itália, em São Paulo-SP

Data: 10 de junho de 2017, sábado

Horário: 16 horas (de Brasília)

Árbitro: André Luiz de Freitas Castro

Assistentes: Bruno Raphael Pires (Fifa) e Leone Carvalho Rocha

Cartões amarelos: Felipe Melo, Zé Roberto, Roger Guedes e Michel Bastos (PAL); Henrique Dourado e Henrique (FLU)

Público: 33.066 pagantes

Renda: R$ 2.126.138,83

Gols:

PALMEIRAS: Guerra, aos nove minutos do primeiro tempo, Keno, aos 40 minutos do primeiro tempo

FLUMINENSE: Henrique Dourado, aos 18 minutos do primeiro tempo

PALMEIRAS: Fernando Prass; Jean (Thiago Santos), Edu Dracena, Juninho e Zé Roberto; Felipe Melo (Fabiano) e Tchê Tchê; Roger Guedes, Guerra e Keno (Michel Bastos); Willian

Técnico: Cuca

FLUMINENSE: Júlio César; Lucas, Reginaldo, Henrique (Marcos Júnior) e Léo; Luiz Fernando (Nogueira), Wendel, Marcos Calazans e Gustavo Scarpa; Marquinho (Matheus Alessandro) e Henrique Dourado

Técnico: Abel Braga

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade