PUBLICIDADE
Logo do

Fluminense

Meu time

Flu pode completar 10 anos sem nenhum título de peso

Tricolor foi eliminado nessa quarta-feira (15) da Copa do Brasil

16 set 2021 09h42
| atualizado às 09h43
ver comentários
Publicidade

Aquele momento mais importante de um clube de futebol, com seus jogadores erguendo a taça de campeão e sua torcida pulando e cantando no estádio, está cada vez mais distante da realidade do Fluminense. Eliminado nessa quarta (15) da Copa do Brasil pelo Atlético-MG, poucos dias depois de se despedir da Libertadores, em duelo com o Barcelona de Guayaquil, o Tricolor segue seu rumo com a tendência de que fechará a temporada, de novo, sem nenhum título. Se passar em branco também em 2022, completará 10 anos de jejum nas principais competições ao seu alcance (Brasileiro, Copa do Brasil, Estadual, Libertadores e Copa Sul-Americana).

Fluminense, de Fred, vai aumentando jejum de títulos
Fluminense, de Fred, vai aumentando jejum de títulos
Foto: Juan Mabromata / Reuters

No Brasileiro, tudo indica, deve brigar no máximo por uma classificação que o deixe entre a quarta e a oitava posição, o que lhe garantiria presença na Libertadores do ano que vem – se ficar em 8º vai depender de um time brasileiro (Flamengo, Palmeiras ou Atlético-MG) conquistar a atual edição do torneio sul-americano.

O último título de peso do Fluminense foi o do Brasileiro de 2012, assegurado com três rodadas de antecedência, ao derrotar o Palmeiras por 3 a 2, numa campanha na qual sobrou. Fred foi o artilheiro, com 20 gols, e o melhor jogador do campeonato, premiado pela CBF. Naquele time, Thiago Neves também teve participação muito importante, assim como o lateral-esquerdo Carlinhos e o goleiro Diego Cavalieri. O técnico era Abel Braga.

Pouco antes, ganhara também o Carioca de 2012, em que superou na final o Botafogo por duas vezes, ambas no Engenhão: 4 a 1 e 1 a 0. Na oportunidade, Fred, Rafael Sóbis e Rafael Moura se destacaram e foram fundamentais na decisão.

Veio 2013, vieram 2014, 2015 ... 2021 e nada mais (ou muito pouco) - levou em 2016 o título da Primeira Liga, um torneio esvaziado que só foi realizado duas vezes, sem a presença da maior parte dos grandes clubes do País. Nem mesmo no Carioca obteve sucesso, apesar de ter vencido a Taça Guanabara de 2017 (primeiro turno). Embora esteja em situação melhor que a de seus rivais Vasco e Botafogo, o Fluminense não tem como fazer, hoje, frente ao Flamengo. Nas disputas em que se encontrarem em 2022, o favoritismo tende a ser do Rubro-Negro, o que pode ser o prenúncio de uma nova temporada fracassada.

Papo de Arena Todo o conteúdo (textos, ilustrações, áudios, fotos, gráficos, arquivos etc.) deste blog é de responsabilidade do blogueiro que o assina. A responsabilidade por todos os conteúdos aqui publicados, bem como pela obtenção de todas as autorizações e licenças necessárias, é exclusiva do blogueiro. 
Publicidade
Publicidade