PUBLICIDADE
Logo do Flamengo

Flamengo

Favoritar Time

Tite abre o jogo sobre disputa entre Pedro e Gabigol no Flamengo e nega 'fama' de retranqueiro

Rubro-Negro se aproxima do título da Taça Guanabara

21 fev 2024 - 06h03
(atualizado às 07h45)
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Lance!

Técnico do Flamengo, Tite comentou sobre a disputa por uma vaga no ataque entre Pedro e Gabigol. Na vitória sobre o Boavista, o camisa nove marcou um gol, mas foi vaiado após desperdiçar um pênalti, enquanto o camisa 10 foi ovacionado pelas arquibancadas.

"Eu também estou pressionando. Minha atividade é exposta a pressão o tempo todo. O atleta de alto nível também. O que eles têm que ter é uma concorrência leal, colocar a equipe acima de qualquer coisa. Quando cheguei, fazia um tempo que eles não faziam (gol de bola rolando). Falamos que daríamos condições de fazer gols com bola em movimento. Dei continuidade ao Pedro, pois ele já estava jogando, mas são dois grandes jogadores. Eles têm uma relação de trabalho e conjunto que são mais importantes do que a individualidade."

O comandante também negou sua "fama" de retranqueiro após uma grande partida com direito a goleada no Campeonato Carioca. O treinador pediu paciência e que as avaliações sobre seu trabalho sejam feitas no fim.

"Eu trago o estigma do gaúcho. Eu saí do Rio Grande do Sul ganhando de 3 a 0 do Grêmio de Ronaldinho, Zinho, Roger... A minha história tem o título do Grêmio fazendo 3 a 1 contra o Corinthians. Minha história no São Caetano tem 5 a 0 no Internacional na decisão da subida para a Libertadores. A minha história tem a Seleção Brasileira no melhor momento em que ela jogava em 2018. Como você vai avaliar um trabalho na metade do caminho? Fui campeão mundial enfrentando o Chelsea, indo para dentro e criando oportunidades tal qual o Chelsea. Quem fala isso, não conhece muito a minha história. Cuidado com os rótulos. O final do trabalho mostra o que você busca."

No domingo, 25, o Flamengo entra em campo para encarar o Fluminense, pela 10ª rodada do Campeonato Carioca. Em caso de uma vitória, o Rubro-Negro irá se aproximar da conquista do título da Taça Guanabara.

CONFIRA OUTRAS RESPOSTAS DE TITE:

EQUILÍBRIO

"Ele se aproxima. Quando entra um jogador diferente de uma equipe base, ela já é uma situação diferente. Estamos ajustando e procurando esse ponto de equilíbrio. Quando o saldo de gols é elevado, ele dá um indício de uma equipe equilibrada."

BASE DO FLAMENGO

"Quero enaltecer o trabalho da base do Flamengo. A base trabalha bem seus atletas tanto na parte técnica, quanto na parte disciplinar. Só tenho que ter o cuidado de colocar esses jovens em uma equipe estruturada. Isso é difícil."

POSSIBILIDADES TÁTICAS

"A equipe já está entrosada com os externos. Ela já joga sem pensar. A outra vai ter que aprender e isso é questão de rotina. É errar e encontrar seus espaços. Ela fez bons jogos assim. E a equipe não jogar de um jeito apenas. Vão ter jogos em que você precisa mais de posse ou de criatividade. E você pode jogar com quatro no meio de campo. Dá para ter um quarteto no meio e a equipe fluir. Ela está mais entrosada e ajustada, sim. Futuramente, ela vai ter melhor as duas possibilidades."

DE LA CRUZ

"É uma das possibilidades e jogaram muito. Mas é de não ter uma equipe previsível e ter outras alternativas, como quando colocamos com um quarteto de meio de campo. Jogou muito."

DESEMPENHO OFENSIVO

"Foi uma grande atuação. Tanto na iniciação, quanto no processo de iniciação média. Mas eu dizia para transformar isso em gol. O atleta vai retomando o melhor ritmo. Hoje entrou bem o Bruno Henrique. Os externos estão voando. No intervalo, eu disse que o time tinha que fazer mais gol. Não ficou jogando de chacota para o lado. Verticalizou o tempo todo, buscou o gol, pressionou de uma forma leal, pressionou forte."

Lance!
Compartilhar
Publicidade
Publicidade