PUBLICIDADE
Logo do

Flamengo

Meu time

Gabigol, sobre novas marcas alcançadas pelo Flamengo: 'Momento muito bonito na minha vida'

Camisa 9, que se tornou segundo maior artilheiro do Rubro-Negro no Brasileirão e principal nos pontos corridos, reforça felicidade de atuar no clube: 'Lindo vestir essa camisa'

18 jul 2021 20h44
| atualizado às 20h46
ver comentários
Publicidade

A volta inspirada ao Flamengo na goleada por 5 a 0 sobre o Bahia fez Gabigol superar mais um recorde com a camisa rubro-negra. Com os três gols marcados neste domingo (18), no Estádio Pituaçu, em partida válida pela décima-segunda rodada do Brasileirão, o centroavante tomou o posto de Bebeto e passou a ser o segundo maior artilheiro da equipe na competição nacional.

'Estava com saudade deles, de vestir essa camisa', disse o atacante, que estava há nove jogos fora do Flamengo (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo
'Estava com saudade deles, de vestir essa camisa', disse o atacante, que estava há nove jogos fora do Flamengo (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo
Foto: Lance!

Com 42 gols pelo Flamengo (um a mais do que o autor do gol do título nacional de 1987) em 55 jogos no Brasileiro, Gabigol falou na saída do gramado sobre a nova façanha e brincou com o fato de só estar atrás de Zico. O Galinho marcou 135 vezes. Além disto, não escondeu a saudade que estava de jogar com os seus colegas de clube.

- Sou o primeiro então, porque o Zico não vale! (risos) - e destacou:

- Estou feliz por voltar, reencontrar meus companheiros... Estava com saudade deles, de vestir essa camisa. Fico feliz pela vitória, pelos gols, por mais duas marcas históricas. É muito bonito, muito lindo vestir essa camisa - completou o atacante, que estava há nove jogos fora do clube, uma vez que disputou a Copa América pela Seleção Brasileira.

Outra marca foi quebrada pelo camisa 9 neste jogo: Gabigol se tornou o artilheiro da equipe na "era dos pontos corridos", deixando para trás Renato Abreu, que tem 40 gols.

Autor de três gols na partida no Pituaçu, Gabigol ainda falou sobre o pedido de música no "Fantástico", programa dominical da Rede Globo.

- Tinha esquecido da música... Difícil, não tinha lembrado disso. É um momento muito bonito da minha vida, tenho 24 anos, jogando no meu país, defendendo a Seleção, quebrando marcas. Agradeço muito aos meus companheiros, à minha família, à Deus e à torcida - e, em seguida, bateu o martelo:

- Podia escolher muitas músicas se tivesse tempo para pensar, mas queria pedir uma do Emicida, ''Levanta e Anda'', que é muito marcante para mim - completou.

O Flamengo agora se volta para as oitavas de final da Libertadores. A equipe encara o Defensa Y Justicia (ARG), no jogo de volta no Mané Garrincha. O duelo terá presença de público.

Lance!
Publicidade
Publicidade