PUBLICIDADE
Logo do Flamengo

Flamengo

Favoritar Time

Flamengo faz julgamento e afasta conselheiro que "ofendeu" presidente do CoDe; Rodolfo Landim comandou a audiência

Tulio Rodrigues foi enquadrado no artigo 24 e suspenso por 60 dias de suas atividades

28 nov 2023 - 22h20
Compartilhar
Exibir comentários

Nesta terça-feira (28), o Flamengo julgou e puniu o conselheiro Túlio Rodrigues após episódio de 'ofensas' ao presidente do Conselho Deliberativo do Clube, Antônio Alcides. A audiência foi realizada na sede social da Gávea, e presidida por Rodolfo Landim. Todos os vice-presidentes participaram, com exceção de Marcos Braz.

A DECISÃO:

O Conselho Diretor aceitou o parecer da comissão de inquérito, e Túlio Rodrigues foi enquadrado no Artigo 24, inciso XI do estatuto do Flamengo, sobre "preferir expressões desonrosas contra membros de poder". O jornalista foi punido com 60 dias de suspensão (já cumpriu 15, faltam 45) e está proibido de frequentar a sede social do clube e exercer direitos políticos. Dessa forma, Túlio não pode votar ou ser votado nas eleições presidenciais de 2024, bem como atuar como conselheiro no CoDe.

Na primeira suspensão, Túlio foi enquadrado em três inquéritos, mas no julgamento, apenas o artigo 24 serviu como punição. O fato de ter admitido as falas serviu como atenuante para a pena, e o jornalista também provou não ter sido o primeiro a divulgar a informação, mas apenas ter feito cobranças após a notícia já ser de conhecimento público.

Vale destacar que cabe recurso para a decisão junto ao CoAd - Conselho de Administração

ENTENDA O CASO:

Em 14 de setembro, Tulio Rodrigues foi punido e suspenso pelo Conselho Diretor do Flamengo por cobranças públicas de explicações a respeito do descumprimento do estatuto do clube no caso do novo uniforme três. Na época, o conselheiro questionou a inclusão da faixa vermelha na parte central da camisa, que não havia sido aprovada pelo CoDe.

Na ocasião, Tulio Rodrigues compartilhou a informação em seu Twitter, e disse: "alguém do Flamengo passou por cima do que o CoDe aprovou. Será que o presidente do Conselho vai deixar por isso mesmo, vai afrouxar? Um escárnio! Fazem o que querem e dane-se o estatuto. Obs: lembrando que a camisa aprovada é a mesma que deve ser utilizada pelos jogadores".

Após a cobrança pública, o jornalista foi enquadrado em três artigos, e recebeu como punição a suspensão de suas atividades como conselheiro por 15 dias, sendo proibido, inclusive, de frequentar a sede do clube, na Gávea.

Lance!
Compartilhar
Publicidade
Publicidade