PUBLICIDADE
Logo do Flamengo

Flamengo

Favoritar Time

Flamengo busca superar retrospecto negativo na altitude

A altitude é uma pedra no sapato do Flamengo. Carioca quer reverter histórico negativo nesta quarta (24), contra o Bolívar, em La Paz, aos 3.600m.

23 abr 2024 - 08h04
(atualizado às 08h04)
Compartilhar
Exibir comentários
Jogadores do Flamengo com semblante abalado após goleada do Del Valle por 5x0, na Libertadores 2020.
Jogadores do Flamengo com semblante abalado após goleada do Del Valle por 5x0, na Libertadores 2020.
Foto: José Jácome-Pool/Getty Images. / Esporte News Mundo

O Flamengo encara o Bolívar na próxima quarta (21), às 21h30 (horário de Brasília), no Estádio Hernando Siles, em La Paz, na Bolívia. O confronto é válido pela terceira rodada da fase de grupos da Libertadores da América e o Rubro-Negro quer superar histórico negativo quando joga na altitude. O duelo vale a liderança do grupo E.

A equipe da Gávea enfrentará, em La Paz, uma altitude de 3.637m acima do nível do mar. Essa condição é uma pedra no sapato do Rubro-Negro. Das 15 partidas disputadas a partir de 2.500m, perdeu sete, além de quatro vitórias e quatro empates. O confronto mais recente foi na estreia desta edição da Libertadores, no empate de 1×1 contra o Millonarios, em Bogotá, na Colômbia, a 2.850 metros de altitude.

VEJA ALGUNS CONFRONTOS MARCANTES DO FLAMENGO NA ALTITUDE:

Real Potosí 2×2 Flamengo - Libertadores 2007

Em 2007, o Flamengo viajou até Potosí, na Bolívia, para empatar por 2×2 com o Real Potosí. O jogo foi válido pela fase de grupos da Libertadores. O Rubro-Negro saiu perdendo por 2×0 e, na segunda etapa, conseguiu o empate sofrido. Roni e Obina marcaram os gols do time carioca. Cenas marcante deste duelo foram de jogadores, como Renato Augusto, sendo atendidos com cilindros de oxigênio à beira do campo, em função da falta de ar.

Renato Augusto durante Real Potosí x Flamengo, pela Libertadores 2007.
Renato Augusto durante Real Potosí x Flamengo, pela Libertadores 2007.
Foto: JAVIER MAMANI/AFP via Getty Images. / Esporte News Mundo

Bolívar 1×0 Flamengo - Libertadores 2014

Adversário desta quarta, o Bolívar já derrotou o Flamengo, na altitude, em outra edição da Liberadores. Em 2014, os bolivianos venceram o clube carioca por 1×0. O confronto ficou marcado pela falha do zagueiro Samir, que escorregou logo aos dois minutos de jogo e cometeu um pênalti, permitindo que Arce fizesse o gol da vitória. O resultado empurrou o Rubro-Negro para a lanterna do Grupo 7, que não conseguiu avançar de fase nesta temporada.

Autor do gol, Arce é marcado por Samir, em Bolívar x Flamengo, pela Libertadores 2014.
Autor do gol, Arce é marcado por Samir, em Bolívar x Flamengo, pela Libertadores 2014.
Foto: AIZAR RALDES/AFP via Getty Images. / Esporte News Mundo

Independiente Del Valle 5×0 Flamengo - Libertadores 2020

Em 2020, o Flamengo sofreu a sua maior derrota na Libertadores. Em Quito, no Equador, aos 2.850 metros de altitude, o clube foi goleado por 5×0 pelo Indepediente Del Valle, na fase de grupos. Mesmo com Arrascaeta, Everton Ribeiro, Gabigol e Diego em campo, a equipe da Gávea foi dominada pelo adversário e sofreu muito fisicamente, levendo quatro gols na etapa final. Atuação para se esquecer.

Jogadores comemorando mais um gol em goleada do Del Valle por 5×0 contra o Flamengo, na Libertadores, em 2020.
Jogadores comemorando mais um gol em goleada do Del Valle por 5×0 contra o Flamengo, na Libertadores, em 2020.
Foto: FRANKLIN JACOME/POOL/AFP via Getty Images. / Esporte News Mundo

POR OUTRO LADO

Em contrapartida, o Rubro-Negro terá o seu bom sistema defensivo e a experiência do técnico Tite nesta competição como seus aliados para superar a altitude. Em 2012, o treinador foi campeão com o Corinthians e teve a defesa menos vazada da história da Libertadores. A ideia é manter essa filosofia de jogo, se apoiando na sólida defesa do Flamengo para vencer a altitude nesta temporada.

Como mencionado, Flamengo e Bolívar entram em campo na próxima quarta, às 21h30 (horário de Brasília), no Estádio Hernando Siles, em La Paz, na Bolívia, pela terceira rodada da Libertadores 2024. O Rubro-Negro busca a segunda vitória na competição e a liderança do grupo E.

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Publicidade