0

Visitantes, catarinenses estreiam na Copa do Brasil nesta quarta-feira

12 fev 2019
20h06
atualizado em 13/2/2019 às 08h38
  • separator
  • comentários

Santa Catarina estará de olho na Copa do Brasil nesta quarta-feira, quando os quatro principais clubes do estado estreiam na competição. A primeira a entrar em ação é a Chapecoense, que visita o São José (RS) a partir das 19h (no horário de Brasília). Às 20h, é a vez do Criciúma jogar, encarando o São Raimundo (PA). Já às 20h30, Figueirense e Avaí vão a campo, enfrentando, respectivamente, Boavista (RJ) e Real Ariquemes (RO).

Por jogarem fora de casa, todos os quatro catarinenses possuem a vantagem do empate nesta primeira fase do torneio. Desta forma, só serão eliminados em casos de derrota.

Mistério condá

No Estádio do Passo D'Areia, em Porto Alegre (RS), a Chapecoense aposta na boa fase de Lourency para bater o São José. O atacante, autor de dois gols no triunfo sobre o Brusque no último final de semana, é o único atleta garantido pelo técnico Claudinei Oliveira na equipe titular. De resto, mistério total, já que o treinado tem utilizado duas formações neste início de temporada.

"É um jogo que não tem volta, guardamos algumas coisas pra surpreender. Não são grandes alterações, porque o resultado vem acontecendo, mas trazer alguma surpresa, seja em bola parada ou escalação. Posso garantir que o Lourency começa o jogo. Trabalhamos com meritocracia. Vem buscando o espaço dele. Não vamos revelar o resto", ponderou Claudinei.

Apesar do favoritismo, a Chape não terá vida fácil no Rio Grande do Sul. O Zequinha é o vice-líder do Campeonato Gaúcho com 12 pontos ganhos, atrás apenas do Grêmio (16), e promete jogar de igual para igual pela vaga na segunda fase da competição.

Tigre respeitoso

No Estádio Colosso do Tapajós, em Santarém (PA), o Criciúma enfrentará, possivelmente, o mais fraco dos quatro adversários dos catarinenses nesta primeira fase de Copa do Brasil. A ordem, porém, é de respeitar o São Raimundo, que ocupa a lanterna do Grupo A2 do Campeonato Paraense e acaba de trocar de treinador.

"É a primeira vez que venho para cá e a nossa expectativa é fazer um jogo bom. Sabemos que nosso adversário não vem em um momento bom, com muitas mudanças, de técnico, jogadores. Mas a chegada de um novo treinador acaba motivando mais o grupo, então não vai ter facilidade", disse Doriva, treinador do Carvoeiro.

Em quatro partidas disputadas nesta temporada, são três derrotas e apenas um empate por parte do São Raimundo, que possui a pior campanha do Paraense até o momento. Para mudar o cenário, o clube contratou o técnico Everton Goiano, que, neste meio de semana, fará sua primeira partida à frente do Pantera.

Furacão embalado

No Estádio Elcyr Resende de Mendonça, em Saquarema (RJ), o Figueirense quer aproveitar o bom início de temporada para assegurar a classificação diante do Boavista. Sem perder um jogo sequer no Catarinense, o time alvinegro terá de manter o ritmo para bater o adversário, que conta com um elenco experiente, que por pouco não conseguiu a classificação às semifinais do Campeonato Carioca.

"Esse bom futebol que tanto falam não foi suficiente para fazer com que a gente atingisse nossos objetivos, que é fazer parte de grandes competições. Não estamos garantidos na segunda fase da Copa do Brasil e vamos enfrentar um adversário complicado de ser batido em casa e que já deu trabalho a muitos times grandes do Rio de Janeiro. O importante é mantermos a pegada e a eficiência", afirmou Hemerson Maria, técnico do Figueira.

Com duas vitórias e três derrotas, o Boavista terminou a primeira fase da Taça Guanabara na quarta posição do Grupo C. Os comandados de Eduardo Àllax, inclusive, venceram o classificado Resende na primeira rodada. Contra Flamengo e Botafogo, porém, foram dois resultados negativos.

Leão longe da Ilha

No Estádio Gentil Valério, na cidade de Ariquemes (RO), o Avaí quer fazer valer a longa viagem com uma vitória sobre o Real Ariquemes. Dos quatro catarinenses, o time comandado por Geninho é o que percorrerá a maior distância para fazer sua estreia, que de nada valerá se o favoritismo não for confirmado.

"É uma viagem longa e cansativa. Vamos pegar um time motivado e que vai jogar contra um grande. É uma oportunidade única para muitos jogadores. Será um jogo difícil. Vamos ficar focados, pois ano passado fizemos um bom trabalho na Copa do Brasil, perdemos para o Goiás na terceira fase, mas passar de fase nos ajudou no pagamento também", apontou André Moritz, volante do Leão.

O time da casa é o vice-líder do Grupo A do Campeonato Roraimense, mas ainda não venceu nesta temporada. Foram duas partidas disputadas até o momento, com dois empates.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade