PUBLICIDADE
Logo do Seleção Espanhola

Seleção Espanhola

Favoritar Time

Espanha derrota Croácia nos pênaltis pela Liga das Nações e volta a faturar um título após 11 anos

Unai Simón pega duas penalidades croatas e é decisivo na primeira conquista espanhola sob o comando de De La Fuente

18 jun 2023 - 18h41
(atualizado às 18h53)
Compartilhar
Exibir comentários
Espanha derrota Croácia nos pênaltis pela Liga das Nações e volta a faturar um título após 11 anos
Espanha derrota Croácia nos pênaltis pela Liga das Nações e volta a faturar um título após 11 anos
Foto: REUTERS/Piroschka Van De Wouw

A Espanha é campeã da Liga das Nações. Os espanhóis ficaram no empate sem gols com a Croácia no tempo normal e prorrogação, mas nos pênaltis contaram com a ótima atuação de Unai Simón, que defendeu duas cobranças e devolveu a Espanha ao caminho dos títulos após 11 anos. Desde o título da Eurocopa em 2012 que a seleção espanhola não erguia uma taça.

Após um jogo morno, a equipe espanhola chegou ao título com vitória nos pênaltis por 5 a 4, igualando-se a Portugal e França, os primeiros vencedores do torneio. O duelo deste domingo foi realizado no Feyenoord Stadium, em Roterdã, na Holanda.

O título espanhol confirma a boa fase da equipe nesse processo de reformulação, agora sob o comando de Luis de la Fuente. Do outro lado, a Croácia segue sem nenhum título e perde a chance de colocar sua geração de ouro no lugar mais alto do pódio.

Esta pode ser a última vez que Modric vestiu a camisa croata. O jogador prometeu revelar o seu futuro logo após a partida. O anúncio deve ocorrer a qualquer momento.

As equipes fizeram um primeiro tempo de muita cautela, optaram por valorizar a posse de bola e quase não criaram. A Croácia pareceu mais solta e esteve mais perto do gol, apesar do bom início de jogo da Espanha, que não acertou nenhuma bola no gol de Livakovic. O goleiro quase protagonizou um frango. Aos nove minutos, ele foi segurar uma bola fácil, mas se chocou na trave e a deixou escapar. Morata pegou o rebote, mas jogou para fora. O impedimento também já havia sido marcado.

Aos 11 minutos, Gavi também teve chance de marcar. Na entrada da área, jogou rente à trave. E a Espanha parou aí. A Croácia passou a ficar mais com a bola e cresceu na partida. Perisic fez um duelo interessante com Unai Simón, mas o goleiro espanhol levou a melhor e fez defesas importantes para assegurar o 0 a 0.

No segundo tempo, as seleções se arriscaram um pouco mais, mas não deixaram de se preocupar com o sistema defensivo, o foco era não sofrer gols. Aos cinco minutos, Perisic avançou pelo lado direito e cruzou. Unai Simón não alcançou e a bola ficou com Juranovic, que chutou cruzado e desperdiçou ótima oportunidade de tirar o zero do placar.

A Croácia parecia ter controle do jogo, chegou a pressionar, mas não marcou e acabou dando esperança para a Espanha que cresceu nos minutos finais. Aos 38, a Espanha invadiu a área croata em uma linda troca de passe, a bola chegou em Ansu Fati, que chutou da marca do pênalti. Perisic salvou em cima da linha.

O cansaço foi o grande adversário das equipes na prorrogação. Faltou perna em muitos momentos, o que deixou a partida mais ríspida. A Croácia, no entanto, foi superior ofensivamente, mas a bola insistiu em não entrar. A principal chance foi com Brozovic, mas Unai Simón segurou mais uma.

O segundo tempo da prorrogação foi da Espanha. Os jogadores croatas demonstravam cada vez mais cansaço e pediam pelo fim da partida. A equipe espanhola, então, pressionou. Aos dez minutos, Rodri arriscou, Sutalo desviou e quase enganou o goleiro. A bola passou tirando tinta da trave.

Nos pênaltis, a Croácia converteu as suas três primeiras cobranças, até que Majer chutou no meio, e Unai Simón tirou com os pés. A Espanha, que marcou nas quatro primeiras tentativas, teve a primeira chance de vencer nos pés de Laporte, que carimbou o travessão. A partida foi para as alternadas. Petkovic foi o primeiro e viu o goleiro espanhol fazer mais uma defesa. Carvajal foi na sequência e, de cavadinha, confirmou o título.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade