PUBLICIDADE

Com forte primeiro tempo, Dinamarca vence República Tcheca e se classifica para semifinal da Eurocopa

3 jul 2021 15h14
| atualizado às 15h14
ver comentários
Publicidade

A Dinamarca venceu a República Tcheca por 2 a 1 neste sábado e se classificou para as semifinais da Eurocopa. Agora, a seleção dinamarquesa espera o próximo adversário, que saíra do confronto entra Inglaterra e Ucrânia.

Embalada após goleada contra País de Gales, a Dinamarca abriu 2 a 0 ainda na primeira etapa, com gols de Thomas Delaney e Kasper Dolberg. Na segunda etapa, a seleção tcheca descontou com o artilheiro Patrik Schick.

O jogo - Logo aos quatro minutos de jogo o volante Delaney abriu o placar sem marcação após batida de escanteio do ala Stryger.

Aos 12, a Dinamarca deu a impressão que seguiria pressionando e o jovem Damsgaard por muito pouco não ampliou após jogada de velocidade contra a defesa tcheca. No entanto, o time comandado por Jaroslav Silhavy equilibrou as ações e passou a ocupar o campo de ataque.

Aos 21 minutos, o volante Tomás Holes finalizou e deu trabalho para o goleiro dinamarquês Kasper Schmeichel. Aos 34, novamente Holes finalizou e trouxe perigo.

Aos 41 minutos, porém, a Dinamarca ampliou após cruzamento do ala-esquerdo Joaquim Maehle na medida para o atacante Dolberg apenas completar para o gol.

Na volta do intervalo, a República Tcheca foi para cima. Após boas intervenções de Schmeichel, Schick completou cruzamento de Coufal e descontou para os tchecos.

Yussuf Poulsen entrou no segundo tempo e melhorou a Dinamarca

Com o gol, a República Tcheca seguiu em cima, mas encontrou dificuldades para criar grandes chances. Do outro lado, a entrada do atacante Yussuf Poulsen fez bem aos dinamarqueses. O jogador do RB Leizpig teve boas chances aos 16 e 23 minutos.

A resposta tcheca veio aos 26 minutos, com Jakub Jankto. O meia-atacante finalizou e foi interceptado pelo zagueiro Kjaer. Aos 32 minutos, Poulsen voltou a finalizar e o goleiro Tomás Vaclik defendeu. Aos 36, o ala Maehle quase marcou, mas também parou no goleiro tcheco.

Na reta final, a República Tcheca, que já ficou desgastada fisicamente, não conseguiu se impor para buscar o resultado e levar o confronto para a prorrogação.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade