PUBLICIDADE
Logo do Coritiba

Coritiba

Favoritar Time

Sexto pior ataque da Série B, Coritiba vê escassez dos homens da frente

Dos seis gols marcados pelo Coxa na competição, menos da metade foram feitos por atacantes

5 jun 2024 - 08h15
(atualizado às 08h42)
Compartilhar
Exibir comentários

O setor ofensivo vem sendo a grande preocupação do Coritiba na Série B. Até aqui, o time tem o sexto pior ataque da competição, ao lado de Amazonas e Brusque, com seis gols marcados. E destes seis tentos, apenas dois foram marcados por jogadores do ataque - Brandão (no 1×0 sobre o Brusque) e Lucas Ronier (no 1×0 contra o Guarani).

Nem mesmo no melhor jogo da equipe na competição, na vitória por 3×0 em cima do Operário, os atacantes conseguiram marcar gols, que foram assinalados por Matheus Frizzo, duas vezes, e Morelli. O sexto foi um gol contra, no empate em 1×1 com a Ponte Preta.

Números que ligam o sinal de alerta. Como um comparativo, dos seis primeiros colocados na classificação, cinco já passaram dos dois dígitos em gols marcados. A única exceção é o Avaí, que fez oito, mas todos na sequência das cinco vitórias seguidas que conquistaram.

Robsondependência no Coritiba?

O desempenho deixa claro a falta que Robson faz ao ataque. O artilheiro do Coxa na temporada, com 15 gols, tem ainda quatro assistências e foi responsável direto por 41,6% dos gols marcados pelo Alviverde em 2024. O clube marcou, até aqui, 36 vezes no ano.

Além disso, com o camisa 30 em campo, a média do Coritiba era de balançar as redes adversárias quase duas vezes por partida (1,87). Sem ele, que ainda não atuou na Série B por estar se recuperando de uma artroscopia, essa média despencou para 0,75 por jogo.

Desempenho vem em queda

De qualquer forma, mesmo como Robson em campo o Coritiba já apresentou dificuldades em marcar. Tanto é que nos dois últimos jogos dele, a equipe passou em branco, nas semifinais do Campeonato Paranaense. Considerando esta duas partidas, foram apenas seis gols marcados nos últimos dez confrontos, sendo só dois feitos por atacantes.

Além disso, nesse período, a equipe ficou sem fazer gols em seis partidas. Pela Série B, balançou as redes exatamente em 50% das partidas, sendo o duelo com o Fantasma o único no qual marcou mais de uma vez.

Contra o Ituano, em jogo que acontece na próxima sexta-feira (8), às 19h, no Couto Pereira, a tendência é que o interino James Freitas não mexa nas peças do ataque, mas o trio Figueiredo, Lucas Ronier e Leandro Damião precisa dar um retorno rápido, especialmente o camisa 9, que, após marcar nos dois primeiros jogos com a camisa coxa-branca, já está há oito partidas em jejum.

Lucas Ronier é o único atacante titular do Coxa que já marcou na Série B.
Lucas Ronier é o único atacante titular do Coxa que já marcou na Série B.
Foto: Geraldo Bubniak/AGB / Banda B
Banda B
Compartilhar
Publicidade
Seu Terra












Publicidade