1 evento ao vivo

Queda precoce dá prejuízo milionário ao Corinthians

Na previsão orçamentária de 2020, diretoria esperava que time avançasse pelo menos até as oitavas, recebendo cerca de R$ 20 milhões

13 fev 2020
04h40
atualizado às 07h55
  • separator
  • 0
  • comentários

A eliminação do Corinthians na segunda fase da Libertadores dará prejuízo milionário para o clube. A projeção cautelosa da diretoria, para tentar cobrir as despesas de 2020, previa que o time avançasse pelo menos até as oitavas de final.

Andrés Sanchez, presidente do Corinthians
Andrés Sanchez, presidente do Corinthians
Foto: Danilo Fernandes/Framephoto / Estadão

Com a queda diante do Guaraní, o Corinthians ficou sem arrecadar R$ 20 milhões do previsto no orçamento. Se passasse para a terceira fase, garantiria prêmio de R$ 2,1 milhões. Na fase de grupos, a Conmebol paga US$ 1 milhão por jogo em casa, ou seja, o total de 3 milhões de dólares (cerca de R$ 13 milhões).

Nas oitavas de final, o valor pago é de R$ 4,5 milhões por jogo em casa. Arrecadando, no total, quase R$ 20 milhões. Isso sem contar a receita de patrocínio e a de bilheteria.

O campeão do principal torneio do continente levará US$ 15 milhões (R$ 65,5 milhões), mais 25% da renda da decisão em partida única - a final deste ano acontecerá no Maracanã. O vice fica com US$ 6 milhões (R$ 26,1 milhões) e outros 25% da bilheteria. Se incluir também o arrecadado nas fases anteriores, o time que conquistar Libertadores receberá US$ 22,5 milhões (R$ 98,1 milhões).

Veja também: 

As maiores apresentações do futebol brasileiro
Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade