PUBLICIDADE
Logo do

Corinthians

Favoritar Time

Corinthians libera volante Ederson para time italiano

Meia, que estava emprestado ao Fortaleza, irá defender o Salernitana, da Itália. Jogador já foi liberado para viajar a Europa e realizar exames médicos no novo clube

28 jan 2022 12h06
ver comentários
Publicidade

O volante Ederson não pertence mais ao Corinthians. O jogador que no início desse ano havia sido emprestado novamente ao Fortaleza, para a disputa de mais uma temporada, tinha vínculo com o Timão até janeiro de 2024, mas foi liberado para acertar com o Salernitana, da Itália.

Ainda que estivesse defendendo o Fortaleza, Ederson pertencia ao Corinthians (Foto: Reprodução/Instagram)
Ainda que estivesse defendendo o Fortaleza, Ederson pertencia ao Corinthians (Foto: Reprodução/Instagram)
Foto: Lance!

Em nota publicada no site oficial, o Timão somente afirmou que acertou a venda dos direitos econômicos do jogador e o liberou para viajar e realizar exames médicos.

Os valores da negociação não foram divulgados, mas segundo informações obtidas pela reportagem do LANCE!, eles giram em torno de 6 a 7 milhões de euros (R$ 36 a 42 mi na cotação atual), e está dentro do que a diretoria corintiana gostaria de receber pelo atleta.

Antes do Salernitana, Ederson também recebeu uma sondagem do Midtjylland, da Dinamarca, mas não houve o interesse do estafe do jogador em evoluir com a equipe em questão.

Contratado pelo Corinthians em 2020, a custo zero, vindo do Cruzeiro, o meia se destacou nos primeiros jogos com a camisa alvinegra, mas aos poucos acabou sendo preterido. Na temporada seguinte foi emprestado ao Fortaleza, onde foi um dos destaques no clube no Campeonato Brasileiro, onde o Leão do Pici conseguiu a inédita classificação a Copa Libertadores, via Brasileirão.

Ainda assim, o Timão não quis reintegrar o volante, buscou equipes para negocia-lo, mas a ausência de propostas concretas fez com que um novo empréstimo com a equipe cearense fosse firmado, mas agora com novas cláusulas, como a obrigatoriedade de liberação caso surgisse uma proposta internacional, como a que houve. Os nordestinos até tinham a opção de cobrir o valor, mas não exerceram esse direito e não contarão mais com Ederson para o principal torneio sul-americano, em 2022.

Lance!
Publicidade
Publicidade