3 eventos ao vivo

Cássio chega a oito finais pelo Corinthians fala com carinho do Pacaembu

9 abr 2019
06h19
  • separator
  • 0
  • comentários

O sofrimento foi grande, mas o Corinthians conseguiu confirmar sua classificação à final do Campeonato Paulista na noite dessa segunda-feira. Cássio mais uma vez foi protagonista de um time que passou a maior parte do tempo se defendendo das investidas do Santos no Pacaembu. Não fosse o goleiro, talvez a derrota não ficasse apenas no 1 a 0.

A vaga nos pênaltis dará a Cássio a oportunidade de jogar sua oitava final com a camisa do Timão. Apesar do desempenho coletivo ruim contra o Santos, o ídolo corintiano fez questão de valorizar o objetivo alcançado.

"Feliz de chegar em mais uma final. Um jogo difícil, o Santos ditou o ritmo do jogo, a gente se defendeu na maioria do tempo, não conseguimos arriscar, mas conseguimos ir aos pênaltis. Não consegui pegar nenhum pênalti, acertei os cantos, mas não consegui pegar", comentou, entre risos, depois de passar pelo exame antidoping

"Saio muito feliz pela personalidade, comprometimento da minha equipe, pelos jogadores que bateram pênalti. Um jogo muito cansativo, quando chegaram os pênaltis eu estava muito cansado, mas a equipe está de parabéns. Mais uma final, e no mata-mata a gente não vê tanto desempenho, e sim chegar em mais uma final", completou.

A classificação em cima do Peixe teve um sabor especial pelo palco do confronto. Foi no Pacaembu que Cássio iniciou sua trajetória pelo Corinthians, foi no Pacaembu que Cássio brilhou na Libertadores. Foi no Pacaembu que Cássio conquistou três títulos.

"Até quando entrei ali, é estranho, né, só tinha torcida adversária. É lógico que passa um filme quando você entra, quando você pisa no gramado, um ótimo gramado, sempre foi um gramado muito bom, choveu muito e o gramado se manteve para um bom futebol. Aqui no Pacaembu só tem histórias boas para relembrar".

Agora, o foco é todo no clássico com o São Paulo. Nesse ano, os rivais já se encontraram em Itaquera, e o Timão levou a melhor: 2 a 1. Mas, para o herói da semifinal alvinegra, nada disso importa agora.

"A equipe do São Paulo é uma equipe completamente diferente da equipe que nós enfrentamos na primeira fase do campeonato. A gente tem o respeito, é um clássico, a gente sabe como é difícil, vamos nos preparar. Uma coisa boa é que agora temos tempo para trabalhar, descansar, comemorar e vamos fazer o melhor para levar mais um título para Itaquera", concluiu.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade