PUBLICIDADE
Logo do

Corinthians

Meu time

Apresentado, Paulinho fala sobre suas características e explica retorno ao Corinthians: 'Sou movido a desafios'

O meia também discorreu sobre sua curta passagem pela Arabia Saudita, assim como o relacionamento com antigos companheiros do Timão e os objetivos para a temporada

14 jan 2022 15h50
| atualizado às 16h01
ver comentários
Publicidade

De volta ao lar! Na tarde de sexta-feira (14), o Corinthians apresentou o meia Paulinho, que estava livre no mercado desde que rescindiu seu contrato com o Al Ahli, da Arábia Saudita, em setembro de 2021. Ele usará a camisa 15 em sua segunda passagem pelo Time do Povo.

Paulinho segurando a camisa 15 do Timão (Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians)
Paulinho segurando a camisa 15 do Timão (Foto: Rodrigo Coca / Agência Corinthians)
Foto: Lance!

Apesar de atuar na meia, Paulinho sempre teve "faro de gol". Segundo o site "ogol", Paulinho anotou 168 gols desde 2006, quando começou a atuar pelo profissional. Ele explicou o crescimento ofensivo nos últimos anos, mas negou que prefere jogar avançado, deixando na maõs da comissão técnica a melhor forma de utilizá-lo.

- As minhas características continuam as mesmas. Óbvio que nos últimos dois, três anos, atuando na China, eu joguei um pouco mais a frente, devido a necessidade do treinador, que era o Cannavaro, e ele me adiantou um pouco mais, para jogar quase como um segundo-atacante. Mas não é a minha função. Minha função todos vocês sabem, é um segundo-volante, que chega na frente, que tem essa característica. Agora é pensar a forma como a comissão técnica vai querer me utilizar dentro da equipe, e sempre vou estar à disposição para fazer o meu melhor e ajudar os meus companheiros - disse o novo atleta.

O meia agora inicia sua segunda jornada pelo Timão. Entre 2010 e 2013, ele acumulou quatro títulos (Brasileirão 2011, Libertadores e Mundial 2012, e Paulista 2013). Paulinho explicou o motivo de seu retorno e qual legado deseja deixar para os torcedores.

- Sou movido a desafios. Quando sai daqui, em 2013, falei que um um dia voltaria, e estou aqui. O torcedor corintiano lembra da primeira passagem, mas eu quero que ele lembre daqui para frente, até quando eu parar, ele vai lembrar do Paulinho de 2010 até o fim do ciclo dele no Corinthians. É isso que eu quero que o torcedor lembre - ponderou.

Paulinho ficou livre no mercado em setembro de 2021, quando rescindiu com o Al Ahli, da Arábia Saudita, onde ficou apenas dois meses. Ele explicou que encontrou situações que o incomodaram no país árabe, e isso o motivou a voltar ao Brasil.

- Chegamos na Arábia e eu encontrei algumas situações que para mim não dava. Não foi problema financeira nem com técnico. Foi algo que eu não achei justo e por isso a minha tomada de decisão em rescindir o contrato. Joguei por dois meses, quando cheguei me elegeram como capitão da equipe. Porém quando cheguei encontrei situações e coisas que não estou acostumado. Preferi sentar com a minha família e buscar essa rescisão. Foi a melhor situação que eu vi e a melhor decisão em voltar ao Brasil - revelou.

Novamente com a camisa do clube pelo qual conquistou suas maiores glórias, Paulinho falou sobre a pressão que o Timão viverá com um elenco encorpado, que conta com Cássio, Fagner, Giuliano, Renato Augusto, Willian e Róger Guedes.

- A cobrança, exigência no Corinthians todos sabemos. Um clube como o Corinthians sempre tem que pensar em estar em cima. O principal é pensarmos em nós mesmos. Temos adversários fortíssimos, porém para que a gente consiga alcançar os nossos objetivos, precisamos pensar no nosso trabalho. Podemos brigar por coisas grandíssimas, mas vamos com pés no chão, e fazendo o nosso trabalho - disse.

Veja outras respostas do novo camisa 15 durante a entrevista de apresentação do meia.

DIMENSÃO DO SEU TAMANHO NO CORINTHIANS

- De verdade não tenho. Me sinto um cara normal, ser-humano normal. Obviamente, a forma que o Corinthians me ajudou a construir uma história muito bacana aqui dentro é fenomenal, fantástica, só que já foi foi. Daqui para frente é tentar construir coisas novas, conquistas, que é o mais importante. Isso eu deixo para a torcida, que tem um carinho muito grande por mim, assim como eu tenho pelo Corinthians, um clube que proporcionou coisas sensacionais na minha carreira.

REUNIÃO COM FÁBIO SANTOS E CÁSSIO

- O Fábio Santos e o Cássio foram jogadores que tive, e agora novamente tenho o privilégio de estar ao lado. Foi pouco tempo para conversar sobre as coisas, esse ano. Relembramos as coisas que conquistamos, porém como falei, temos que pensar para frente. São desafios novos, competições que sabemos o nível. Obviamente vamos guardar as lembranças do passado, porque é importante, positiva, para que a gente possa sonhar e buscar os objetivos nesse ano.

REENCONTRO COM A FIEL

- Todos sabem como a nossa torcida é, e o espetáculo que ela faz nos estádios. Ansiedade vem aumentando a cada dia por essa estreia na Arena, não vejo a hora de começar os jogos, principalmente eu que fiquei um ano sem jogar. tenho certeza que quando entrar em campo, a ansiedade passa, e ai a entrega e vencer jogos são mais importantes.

COPA DO MUNDO E SELEÇÃO BRASILEIRA

- O meu foco é o Corinthians hoje. Sei que é um ano de Copa do Mundo, e todos os jogadores sonham em disputar a competição, porém a forma como foi o meu último ano e pelo acerto com o Corinthians, não vejo outra coisa a não ser o meu foco dentro do Corinthians. Não consigo pensar em Seleção Brasileira antes do meu trabalho aqui. O meu foco é 100% dentro do clube. Se tiver que acontecer, vai acontecer.

ESCALAÇÃO DO CORINTHIANS

- O professor Sylvinho que decide. Ele que escala e determina. A única certeza que eu tenho é que ele tem jogadores qualificados, e um grupo de grande qualidade. Tenho certeza que quem ele colocar vai dar conta do recado.

IMBROGLIO COM O GOVERNO CHINÊS DEVIDO A PANDEMIA

- Foi praticamente um ano que fiquei fora dos gramados. Foi um momento e ano bem complicado, talvez o pior ano da minha vida como jogador. Estou ansioso, disposto e com vontade. Uma coisa que pode esperar é a minha entrega. Estou ansioso para que comece logo.

PARCERIA COM A TAUNSA

- Queria agradecer a Taunsa pelo esforço, junto ao clube e direção. A questão de garoto-propaganda, não estou sabendo de nada. O esforço que eles fizeram para eu retornar foi muito grande, e vou tentar retribuir dentro de campo.

Lance!
Publicidade
Publicidade