PUBLICIDADE
Logo do

Seleção Brasileira

Meu time

Veloz e com boa visão de jogo, Paquetá ajuda a abrir caminho para a Seleção construir sua goleada

Camisa 17 mostra-se muito participativo em especial no primeiro tempo, municia a linha de frente (especialmente Neymar) e é essencial no segundo gol brasileiro

15 out 2021 07h21
| atualizado às 10h01
ver comentários
Publicidade

A maneira como a Seleção Brasileira pavimentou sua goleada por 4 a 1 sobre o Uruguai passou pelos pés de Lucas Paquetá. Ao aliar segurança para evitar o ímpeto adversário com sua perspicácia a cada investida brasileira, o camisa 17 abriu caminho para que Neymar, Raphinha e o restante dos comandados de Tite pudessem ir à frente e construir o triunfo na Arena da Amazônia.

Lucas Paquetá iniciou o segundo gol brasileiro (NELSON ALMEIDA / AFP)
Lucas Paquetá iniciou o segundo gol brasileiro (NELSON ALMEIDA / AFP)
Foto: Lance!

Ao atuar pela esquerda, Paquetá encontrou espaços para fazer investidas com Neymar e, com disciplina tática, encontrar as primeiras brechas na defesa uruguaia. Preciso nos passes e desarmes, o jogador do Lyon levou a melhor nas corridas com Nández a cada arrancada e foi decisivo no segundo gol.

Com fôlego, Lucas Paquetá deixou Nández para trás e atravessou a bola para Neymar. O atacante finalizou mas Muslera defendeu parcialmente. Na sobra, Raphinha completou. Suas investidas contra o lateral uruguaio foram recorrentes e incluíram uma bela "caneta".

Além disto, seu primeiro tempo foi incansável ao municiar o ataque. Até mesmo quando saía da esquerda e ia para o meio, se lançava para tentar jogadas com Raphinha e Gabriel Jesus.

Nos 60 minutos nos quais esteve em campo (quando Antony entrou em seu lugar), Paquetá soube se adequar à forma como o Brasil atuava, seja na busca pelo equilíbrio ou ao batalhar para manter a postura incisiva canarinha.

- Na construção, nunca abriu mão da linha de quatro com seu goleiro e meio-campistas. Encontramos espaços hoje com volantes, um puxando na frente e outro rodando por trás, para essa bola chegar com tempo e espaço para Neymar, ou para Paquetá, são jogadores criativos - declarou Tite ao avaliar como a formação do meio de campo canarinho (com Fabinho, Fred e Paquetá) se portou.

Capaz de ajudar a Seleção com sua polivalência, Lucas Paquetá comprova jogo a jogo que pode estar no Qatar em 2022.

Lance!
Publicidade
Publicidade