PUBLICIDADE
Logo do

Seleção Brasileira

Meu time

Tite esconde time que pega Chile e exalta "competição leal"

Técnico não revela equipe da Seleção Brasileira para duelo desta quinta-feira, em Santiago, pelas Eliminatórias, e promove disputa por vagas

1 set 2021 15h26
| atualizado às 16h06
ver comentários
Publicidade

Tite, técnico da Seleção Brasileira, comentou nesta quarta-feira sobre o confronto do Brasil contra o Chile, que acontecerá nesta quinta, às 22 horas (de Brasília), em Santiago, pelas Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2022. O treinador não revelou a escalação inicial, mas destacou a "competição leal" entre os jogadores.

Tite preferiu não revelar a formação titular para o confronto diante dos chilenos
Tite preferiu não revelar a formação titular para o confronto diante dos chilenos
Foto: Amanda Paiva/CBF

"São oportunidades (aos atletas). Temos um grupo de 40, 50, jogadores que estamos sempre monitorando. São atletas de alto nível, com passado em seleção, suficientemente habilitados par estarem aqui. Estimulamos uma competição leal. Quanto melhor desempenhar um jogador desempenha, o outro atleta vai ter que elevar seu desempenho", afirmou o comandante, em entrevista coletiva.

O treinador falou de como está o ambiente na Seleção, com jogadores que nunca haviam sido convocados ao lado de veteranos. "Os atletas se sentem muito orgulhosos, isso está no comportamento, vai do mais jovem ao mais experiente. Só a gente ver atletas como o Dani (Alves), como o Miranda, o comportamento deles. A gente vê no jovem o sentimento que ele tem de vir pra cá e nos temos que proporcionar que eles tenham a função que fazem nos clubes dele, isso gera uma tranquilidade. Há um processo de evolução, estamos em um processo de construção de equipe", disse o treinador.

César Sampaio, auxiliar técnico de Tite, estava na coletiva e falou um pouco sobre a seleção chilena e minimizou o peso do fato de hoje o Brasil estar na liderança disparada no qualificatório sul-americano ao Mundial, com 18 pontos, enquanto o rival desta quinta-feira soma apenas seis e está na sétima colocação.

"Vamos por partes (em relação à classificação), estamos conseguindo uma regularidade, focamos agora no Chile. Tivemos uma vitória recente contra eles, é um time que joga no automático mas por outro lado também temos um modelo bem definido. Jogando em casa, a tendência é que o Chile se solte mais. Vamos focar primeiramente neles e subir passo a passo na competição", ressaltou.

Tite, por sua vez, ao ser questionado se poderia utilizar uma linha de três zagueiros na defesa, respondeu:  "A gente pode ter essa possibilidade, não descarto. O que eu entendo é que a gente tem uma solidez defensiva. E você modificar o processo defensivo acaba gerando uma incógnita, mudam-se as dinâmicas. Se a equipe tivesse com uma estrutura defensiva prejudicada, talvez, mas nosso processo de ajuste agora é no ataque. Estamos fazendo muitos gols sendo verticais".

O Brasil enfrenta o Chile pela 9ª rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022, no estádio Monumental da capital chilena. Depois disso, a equipe nacional terá pela frente a Argentina, no domingo, em São Paulo, e em seguida medirá forças com o Peru, no dia 9, em Pernambuco.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade