0
Logo do Seleção Brasileira
Foto: terra

Seleção Brasileira

Seleção Olímpica 'esquece' jovens da equipe principal

16 ago 2019
12h59
atualizado às 12h59
  • separator
  • 0
  • comentários

O gaúcho André Jardine foi confirmado nesta sexta-feira pela CBF como o técnico da Seleção olímpica que vai tentar a classificação para os Jogos de Tóquio, no ano que vem. Em entrevista na sede da entidade, no Rio, ele anunciou a lista de 23 convocados para dois amistosos da equipe, em setembro — contra a Colômbia, dia 5, no Pacaembu, e Chile, dia 9, no mesmo estádio.

Técnico André Jardine do São Paulo durante a partida entre São Paulo BRA e Talleres ARG
Técnico André Jardine do São Paulo durante a partida entre São Paulo BRA e Talleres ARG
Foto: Peter Leone / Futura Press

Na relação, o que mais chamou a atenção foi a ausência dos jogadores com idade olímpica que conquistaram recentemente a Copa América e que não foram chamados, uma hora antes, por Tite para outros dois amistosos do time principal.

Ou seja, Arthur, Richarlison, Éder Militão, Lucas Paquetá e David Neres não vão fazer parte desse trabalho inicial de Jardine para a disputa do Pré-Olímpico, em janeiro, na Colômbia. Everton Cebolinha e Gabriel Jesus não estariam mesmo na relação por outros motivos — o primeiro por ser indispensável para o Grêmio na reta final da Copa do Brasil e o outro por causa de suspensão imposta pela Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol).

Todos eles, no entanto, estão no radar do treinador para a sequência dessa seleção. A opção, no momento, foi pela possibilidade de observar jogadores com potencial de integrar o grupo do torneio na Colômbia.  Para o Pré-Olímpico,  não são permitidos atletas com mais de 23 anos — já na Olimpíada, a competição prevê que cada seleção pode inscrever até três nomes de mais idade.

Veja também:

 

 

Fonte: Silvio Alves Barsetti
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade