1 evento ao vivo
Logo do Seleção Brasileira
Foto: terra

Seleção Brasileira

Palmeiras lamenta morte de Djalma Santos: "um dos maiores da história"

23 jul 2013
21h47
atualizado às 22h35
  • separator
  • comentários

Morreu nesta terça-feira um dos maiores ídolos da história do Palmeiras, Djalma Santos. Por isso o time alviverde se pronunciou com uma nota de lamentação, em que exaltou a contribuição histórica do ex-lateral ao clube.

<p>Djalma Santos (esq.) já chegou ao Palmeiras como um jogador consagrado na Seleção Brasileira</p>
Djalma Santos (esq.) já chegou ao Palmeiras como um jogador consagrado na Seleção Brasileira
Foto: Getty Images

Djalma foi revelado na Portuguesa e vestiu a camisa do Palmeiras por nove anos (de 1959 a 1968). Em sua nota, o Palmeiras contou toda a carreira do jogador, que já chegou consagrado por sua passagem pelo time rubro-verde e também pela Seleção Brasileira. "Já era uma estrela mundial".

O Palmeiras destacou principalmente os títulos conquistados por Djalma no clube, sendo ao todo três brasileiros, três estaduais e um Rio-São Paulo. "Mestre na arte de jogar, produzir, sentir, recompor e recriar o esporte. Genial e vitorioso, conseguia com seu espírito natural de líder manter a concentração de todo o grupo, estruturando e organizando a sua genialidade e a dos outros", descreveu a nota do Palmeiras.

Além de Portuguesa e Palmeiras, o Atlético-PR foi outro clube que teve a honra de contar com Djalma Santos em sua história. Foi o último clube do jogador, que ainda contribuiu com o título paranaense de 1970.

Por isso o clube paranaense também emitiu uma nota, na qual lembrou o último jogo da carreira de Djalma. "Loivo, o ponta-esquerdo adversário, bem que tentou marcá-lo, mas foi vítima da consagrada categoria de um dos maiores jogadores da história do futebol brasileiro".

De forma surpreendente, o Corinthians, rival do Palmeiras e que certamente sofreu com o talento de Djalma Santos, se manifestou após a morte do ex-lateral: "Djalma Santos não jogou no Corinthians. Mas jogava tanta bola que vai deixar saudade até em nós, corinthianos", escreveu o clube no Twitter.

Djalma Santos estava com 84 anos e morreu em Uberaba-MG. O ex-jogador estava internado no Hospital Dr. Hélio Angotti e não resistiu a uma parada cardiorrespiratória, causada por decorrência de uma pneumonia grave e instabilidade hemodinâmica.

Fonte: Terra

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade