1 evento ao vivo

Lucas chama França de "segundo país" e nega clima de revanche

7 jun 2013
13h37
atualizado às 14h23
  • separator
  • 0
  • comentários

A Seleção Brasileira tem um histórico de traumas contra a França, já que foi derrotada pelo país europeu nas Copas do Mundo de 1986, 1998 e 2006. Apesar disso, o meia-atacante Lucas, que atualmente joga no Paris Saint-Germain (PSG) negou que haja um clima de revanche entre os atletas. Ele disse que foi bem recebido desde que chegou para jogar em seu novo clube, em janeiro, e por isso atualmente considera a França seu "segundo país".

<p>Lucas disse que lembra da derrota para França na final da Copa do Mundo de 1998</p>
Lucas disse que lembra da derrota para França na final da Copa do Mundo de 1998
Foto: Jefferson Bernardes/ Vipcomm / Divulgação

Confira todos os vídeos da Copa das Confederações

Assim que começou a entrevista coletiva desta sexta-feira, Lucas já trouxe à tona más recordações sobre a França: "minha principal lembrança é a final da Copa do Mundo de 98, que infelizmente o Brasil perdeu por 3 a 0, lembro muito bem", afirmou, antes de fazer uma ressalva: "mas esse clima de revanche não existe entre os jogadores, porque nós nao fizemos parte daquele time e não temos culpa por aquilo. É uma nova era, uma nova etapa", explicou.Lucas também tentou deixar claro que sua admiração pela França, criada desde que foi jogar no PSG, não vai interferir na sua participação no amistoso: "é meu segundo país, um povo que me recebeu bem, mas o Brasil é minha pátria, que eu amo e vou entrar para defender a camisa", afirmou.

Apesar de estar morando na França desde janeiro e mostrar sua admiração pelo país, Lucas disse que sabe poucos detalhes sobre a equipe do país: "conheço um pouco sobre a seleção, tanto quanto vocês (jornalistas), mas posso dizer que é uma seleção fortíssima, que sempre entra em campo pra vencer, tem uma rivalidade e por isso vai ser um grande jogo. Espero sair com a vitória".

Fonte: Terra
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade