PUBLICIDADE
Logo do

Seleção Brasileira

Meu time

Caboclo promete a Bolsonaro troca de Tite por Renato Gaúcho

Apesar de sofrer pressão para deixar a presidência da CBF após acusação de assédio, Rogério Caboclo promete demissão de Tite

6 jun 2021 15h38
| atualizado às 15h42
ver comentários
Publicidade

Segundo o jornalista André Rizek, da Globo, o presidente da CBF, Rogério Caboclo, prometeu ao governo federal que irá mudar o treinador da Seleção Brasileira na terça-feira. A saída de Tite daria lugar a Renato Gaúcho, apoiador do governo Bolsonaro.

Caboclo e Bolsonaro buscam realização da Copa América (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
Caboclo e Bolsonaro buscam realização da Copa América (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)
Foto: Lance!

A figura de Tite passou a ser vista com maus olhos após o seu pronunciamento a favor dos jogadores da Seleção Brasileira, que não defendem a realização da Copa América no Brasil após a desistência de Argentina e Colômbia. Com isso, o governo federal deseja uma mudança.

Rogério Caboclo, que sofre pressão no cargo de presidente da CBF após uma acusação formal de assédio moral e sexual por parte de uma funcionária, estaria disposto a demitir Tite nesta terça-feira para contratar Renato Gaúcho, treinador que apoia o governo de Jair Bolsonaro.

Uma possível demissão de Tite seria um ponto positivo na visão do governo, que busca solidificar a figura de Bolsonaro com um título da Copa América. Além disso, uma nova convocação de Renato Gaúcho para a competição poderia excluir alguns dos jogadores que se manifestaram contra a realização do torneio.

O presidente da CBF também deixaria um recado ao demitir o atual treinador da Seleção Brasileira, mostrando que não está disposto a desistir de sua função na entidade. Ainda não é certo se Rogério Caboclo estará no cargo até terça-feira para fazer a troca no comando que o governo federal deseja.

Lance!
Publicidade
Publicidade