PUBLICIDADE
Logo do

Brasil de Pelotas

Favoritar Time

Torcedor com tatuagem nazista é expulso de estádio do Brasil-RS em jogo do Gaúcho

14 fev 2022 21h52
| atualizado às 22h19
ver comentários
Publicidade

Neste domingo, a partida entre Brasil de Pelotas e Novo Hamburgo, pelo Campeonato Gaúcho, ficou marcada por um incidente nas arquibancadas. Um torcedor foi expulso do Estádio Bento Freitas após exibir tatuagem com os escritos "Mein Kampf" (Minha Luta, em alemão), título da autobiografia do ditador nazista Adolf Hitler.

Outros torcedores ficaram revoltados com o indivíduo e, portanto, o expulsaram das arquibancadas.

Diante do episódio, o Brasil de Pelotas publicou nota oficial. "Graças a gerações de xavantes que ao longo de 110 anos nos trouxeram até aqui, o Brasil tem na própria história um instrumento contra qualquer discurso ou ato de discriminação. O amor aos muitos que somos é parte da beleza do clube", diz o texto.

"É por essa consciência histórica que aqueles que se sentem representados pelos discursos de ódio, infelizmente cada vez mais comuns, são e sempre serão repelidos da Baixada. Quem diz isso não é só o clube, como instituição. É a nossa torcida, que sabe reconhecer ao longe quem não tem dignidade para se dizer Xavante", afirma o comunicado.

A Lei 7.716 de 1989 determina que praticar, induzir ou incitar discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, ou nacionalidade é crime em solo brasileiro. Além disso, a fabricação, comercialização, distribuição ou veiculação de símbolos ou propagandas nazistas, utilizando a suástica ou cruz gamada, também configura crime.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade