PUBLICIDADE
Logo do

Botafogo

Meu time

Botafogo perde para o CRB e segue sem vencer fora na Série B

O clube carioca fez bom primeiro tempo, mas tomou gol com 55 segundos na etapa complementar e, depois, não se achou mais em campo

6 jul 2021 23h26
| atualizado às 23h33
ver comentários
Publicidade

A sina de atuar fora no Rio de Janeiro continua. Nesta terça-feira, o CRB superou, de virada, o Botafogo por 2 a 1 no Estádio Rei Pelé em partida válida pela 10ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Rafael Navarro abriu o placar para o Alvinegro; Nicolas Careca e Marthã viraram o jogo para o Galo.

Desta forma, o Botafogo segue sem vencer fora de casa na Série B. A derrota significa que o Botafogo permanece com 12 pontos - atualmente o time está na 9ª posição, mas pode cair com os outros resultados da rodada. O CRB chegou a 17 pontos e subiu para a 4ª colocação, entrando no G4.

O Botafogo retorna aos gramados no próximo sábado para enfrentar o Cruzeiro, às 16h30, na volta da equipe ao Estádio Nilton Santos após a Copa América. O CRB entra em campo apenas na terça-feira para medir forças com o Guarani no Brinco de Ouro da Princesa, às 19h.

CRB e Botafogo no Rei Pelé (Foto: Francisco Cedrim / Ascom CRB)
CRB e Botafogo no Rei Pelé (Foto: Francisco Cedrim / Ascom CRB)
Foto: Lance!

Jogo agitado

O Botafogo criou chances de gol nos primeiros instantes da partida. Em dez minutos, o Botafogo já havia ameaçado o CRB em duas oportunidades e incomodava o rival por meio da pressão alta e marcação no campo ofensivo.

A equipe de Alagoas, por sua vez, teve dificuldade para sair jogando, pouco tocava a bola no campo ofensivo e chegou ao ataque somente por meio de lances a partir da bola parada.

Insistência!

A insistência do Botafogo acabou se pagando. Na segunda metade da etapa inicial, Diogo Silva deu rebote em um chute de Felipe Ferreira. Na sobra, Rafael Navarro teve que chutar duas vezes para balançar as redes e, só assim, sair para o abraço e abrir o placar para o Botafogo.

O restante da etapa foi controlada pelo Alvinegro, que, chegando ao ataque por meio da movimentação dos homens de frente, ficou mais perto de fazer o segundo gol do que ter a própria meta vazada.

Impacto imediato!

Com o placar negativo no placar, o CRB voltou com três alterações no intervalo. E não demorou muito para as alterações surtirem efeito: com 55 segundos do segundo tempo, o Galo conseguiu o empate. Após passe de Hyuri, Nicolas Careca - um dos atletas que havia entrado - venceu de Gilvan na corrida e deslocou Douglas Borges.

Virada!

A partida caiu de nível técnico no decorrer do segundo tempo, mas o CRB parecia estar mais inteiro dentro de campo. Com o passar do tempo, isto acabou se confirmando: após cobrança de escanteio, Marthã subiu sozinho na pequena área e, de cabeça, marcou o gol da virada do Galo.

Já era tarde...

Com alterações na reta final, o Botafogo fez uma pressão nos últimos minutos da partida em busca de um empate. O time até chegou perto, com Diego Gonçalves e Marco Antônio parando em defesas do goleiro Diego Silva, mas não conseguiu furar a defesa do CRB, que confirmou uma vitória de extrema importância nesta Série B.

FICHA TÉCNICA

CRB 2x1 Botafogo

Data/Hora: 06/07, às 21h30

Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió (AL)

Árbitro: José Mendonça da Silva Junior (PR)

Assistentes: Victor Hugo Imazu dos Santos (PR) e Sidmar dos Santos Meurer (PR)

Gramado: Regular

Cartões amarelos: Marthã, Wesley e Nicolas Careca (CRB);

Cartões vermelhos:

Gols: Rafael Navarro (0-1, 30'/2ºT); Nicolas Careca (1-1, 1'/2ºT), Marthã (2-1, 31'/2ºT)

CRB: Diogo Silva; Celsinho (Nicolas Careca/Intervalo), Gum, Caetano, Guilherme Romão; Jean Patrick (Wesley/Intervalo), Marthã (Claudinei 44'/2ºT); Reginaldo, Diego Torres (Renan Bressan/Intervalo), Erik; Hyuri (Calyson 41'/2ºT). Técnico: Allan Aal.

BOTAFOGO: Douglas Borges; Daniel Borges, Kanu, Gilvan, Rafael Carioca; Barreto (Pedro Castro 24'/2ºT), Luís Oyama; Diego Gonçalves, Felipe Ferreira (Ronald 31'/2ºT) (Marcinho 36'/2ºT), Chay (Marco Antônio 24'/2ºT); Rafael Navarro (Rafael Moura 24'/2ºT). Técnico: Marcelo Chamusca.

Lance!
Publicidade
Publicidade