PUBLICIDADE
Logo do Botafogo

Botafogo

Favoritar Time

Botafogo levou oito gols nos minutos finais e acréscimos desde o jogo contra o Palmeiras

O gol de empate do Aurora ontem diante do Botafogo, em partida válida pela segunda fase qualificatória da Libertadores, fez o Alvinegro reviver um problema que tem sido recorrente em seus jogos desde a fatídica virada sofrida contra o Palmeiras, dia 1 de novembro do ano passado. Os gols nos acréscimos. Desde esse jogo, o […]

22 fev 2024 - 11h45
(atualizado às 11h46)
Compartilhar
Exibir comentários
Gatito fazendo uma defesa diante do Aurora
Gatito fazendo uma defesa diante do Aurora
Foto: Vitor Silva/Botafogo / Esporte News Mundo

O gol de empate do Aurora ontem diante do Botafogo, em partida válida pela segunda fase qualificatória da Libertadores,  fez o Alvinegro reviver um problema que tem sido recorrente em seus jogos desde a fatídica virada sofrida contra o Palmeiras, dia 1 de novembro do ano passado. Os gols nos acréscimos. 

Desde esse jogo, o time sofreu oito gols após os 43 do segundo tempo, nos últimos 19 jogos. Ao todo a equipe sofreu 28 gols neste período, o que significa que quase um terço dos gols sofridos vieram nos minutos finais das partidas.  

Jogos em 2023

Essa sequência começou na partida diante do Palmeiras. Na ocasião, o Botafogo dominou o primeiro tempo, e abriu 3 a 0. Mas no segundo tempo o time teve um apagão no final do jogo, levando o empate aos 44 e a virada aos 53. 

Dois jogos depois, jogando diante do RB Bragantino, fora de casa, o Botafogo saiu perdendo logo com dois minutos de jogo, mas soube ser cirúrgico quando teve suas oportunidades, e virou o jogo em um curto espaço de dois minutos. Nesse jogo o time até que se defendeu bem, mas aos 50 da etapa final sofreu o empate.     

Já contra o Santos, na estreia de Tiago Nunes no comando da equipe, o Botafogo saiu na frente logo aos dez minutos do primeiro tempo. Ao decorrer da partida o time criou muitas chances de gol, mas pecou na finalização. Dessa vez levou o empate aos 44 da etapa final. 

Contra o Coritiba o roteiro foi mais cruel, neste jogo o Alvinegro não jogou bem e criou poucas chances claras de gol. Quando parecia que a partida terminaria empatada em 0 a 0, a equipe teve um pênalti a seu favor aos 49 da segunda etapa, na cobrança Tiquinho fez 1 a 0. Após o gol o arbitro da partida deu mais um minuto de acréscimo, e  na sequência no último lance do jogo o time sofreu o empate, e o jogo terminou empatado em 1 a 1. 

Jogos em 2024

Neste ano, em partida válida pela sexta rodada do Campeonato Carioca, diante do Nova Iguaçu, o Botafogo vinha sendo cirúrgico na partida, e abriu 2 a 0, com 21 minutos do segundo tempo, após Eduardo marcar o segundo de pênalti. Dois minutos depois disso, o time da Baixada Fluminense diminuiu com Carlinhos após falha na saída de bola do Alvinegro e passou a pressionar a equipe que optou em ficar cada vez mais retraída, até que aos 43 levou o empate após cobrança de falta, Carlinhos marcou de novo e deixou tudo igual na partida. 

Contra o Flamengo o roteiro foi diferente, neste jogo os dois times criaram muito poucas chances claras de gols. A marcação do Botafogo funcionou durante quase todo o jogo, até que 51 da etapa final o Rubro-Negro abriu o placar com Léo Perreira após cruzamento para área Gatito saiu mal do gol e zagueiro cabeçeou. 

Contra o Aurora, o Botafogo jogou bem na altitude de Cochabamba, o time fez 1 a 0 no primeiro tempo e ainda criou chances para aumentar o marcador, teve até pênalti perdido.   No segundo tempo a equipe marcou bem durante boa parte do jogo e não deixou o adversário criar muitas chances de gol, mas assim como no jogo contra o Flamengo o time recuou demais, terminou o jogo com laterais direitos e chamou muito o adversário para seu campo, dessa vez aos 50 da segunda etapa o time levou o empate. 

Esporte News Mundo
Compartilhar
Publicidade
Publicidade