5 eventos ao vivo

Steve Kerr critica Draymond Green por expulsão que gerou a derrota dos Warriors

Ala-pivô se descontrola, Hornets aproveitam e vencem o jogo nos segundos finais

21 fev 2021
16h55
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Que Draymond Green não é dos jogadores mais 'agradáveis' da NBA, isso é conhecido. Mas atitudes do ala-pivô do Golden State Warriors às vezes são extrapoladas, seja por excesso de vontade ou falta de controle emocional. Foi o que aconteceu neste sábado, no jogo com o Charlotte Hornets. O camisa 23 acabou sendo expulso de quadra após um lance exagerado, o que fez com que o técnico Steve Kerr ficasse revoltado com a atitude de seu atleta. O comandante disse que Green 'passou dos limites'. Seus atos custaram a vitória para o time de Oakland.

"Ele passou dos limites", disse Kerr. "Este é o ponto principal. Nós adoramos sua paixão e sua energia. Nós não seríamos o time que somos hoje sem ele, mas isso não o dá o direito de cruzar esta linha, e ele sabe disso."

O lance em questão ocorreu da seguinte forma: a bola seria disputada ao alto, com os Warriors vencendo por 100 a 98 e com 13,3 segundos para o fim da partida. O juiz jogou o artefato ao alto, mas nenhum dos jogadores que disputavam o lance encostou neste. Então Draymond Green deu um tapa e a bola ficou 'viva'.

Ele mesmo tentou recuperar a posse da mesma, disputando com Gordon Hayward quem levaria a melhor. Mas a reação do camisa 23 de Golden State foi explosiva ao ver que os juízes tinham assinalado mais uma vez a chamada "bola-presa". Green se revoltou de tal forma que foi penalizado primeiramente com apenas uma falta técnica. Ele continuou reclamando de forma exaltada, quando os árbitros o puniram pela segunda vez, sendo assim obrigado a deixar a quadra.

As atitudes de Green foram desastrosas pois deram aos Hornets dois lances-livres e a posse de bola. Ou seja, poderiam empatar a partida e ainda assim estariam no ataque para tentar a vitória de virada. Terry Rozier fez exatamente isso. Converteu os dois chutes livres, empatando o jogo em 100 pontos. Em seguida, acertou um chute da zona morta no estouro do cronômetro, concretizando o tropeço de Golden State por dois pontos de desvantagem. Esta foi a terceira expulsão do ala-pivô na temporada. Ele é o vice-líder da NBA no quesito.

Chefe da arbitragem do duelo entre Hornets e Warriors, Marc Davis explicou os motivos das duas punições. "A primeira falta técnica foi marcada por ele dirigir xingamentos a seus oponentes", explicou. "Então, ele se dirigiu diretamente à equipe de arbitragem e continuou com os xingamentos, e recebeu sua segunda falta técnica. Pelas regras, acabou expulso."

Estadão
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade