PUBLICIDADE

Flamengo e São Paulo chegam à final do NBB

Rubro-negro carioca e tricolor paulista varrem seus adversários na semifinal e decidem o título da temporada

15 mai 2021 21h44
| atualizado às 21h53
ver comentários
Publicidade

O Ginásio do Maracanãzinho, no Rio de Janeiro, é o palco das duas séries da semifinal da temporada do NBB. E, neste sábado (15), Minas e São Paulo e Flamengo e Paulistano enfrentaram-se no terceiro confronto por uma vaga na final da competição. Os dois embates foram encerrados hoje.

Flamengo São Paulo NBB
Flamengo São Paulo NBB
Foto: Jumper Brasil

(0-3) Paulistano 58 x 69 Flamengo (3-0)

Buscando uma sobrevida na série, o Paulistano de Régis Marrelli, quarto colocado na fase de classificação, encarou um duelo de 'vida ou morte' diante do Flamengo. Confirmando as expectativas, o resultado final não foi favorável ao time paulista. Favorito no confronto, o rubro-negro carioca conquistou uma vitória por 69 a 58 e se classificou para a grande decisão do Novo Basquete Brasil (NBB) 2020/21. No embate entre duas das melhores defesas da competição, o desempenho ofensivo de ambas as equipes, sobretudo no perímetro, chama a atenção e explica o placar baixo. Ao longo dos quarenta minutos, combinaram para somente 11 acertos em 68 tentativas na linha de três pontos. Com o triunfo, o Flamengo chega a sua trigésima primeira vitória consecutiva e segue invicto no ano de 2021.

O péssimo aproveitamento no perímetro (13.5%) assusta, mas não teve influência no resultado, afinal os comandados de Gustavo de Conti aproveitaram 60% dos arremessos de dois pontos e converteram 12 de 14 lances livres tentados, o suficiente para derrotar um Paulistano que também não brilhou. Apesar da atuação ofensiva contestável, três jogadores do rubro-negro conseguiram se destacar individualmente. O ala Marquinhos chamou a responsabilidade para si e finalizou o triunfo como o cestinha da partida contribuindo com 19 pontos e dez rebotes. Além dele, Rafael Hettsheimeir (15 pontos) e Olivinha (12 pontos e 12 rebotes) foram outros nomes cruciais na vitória da equipe carioca. Por fim, o Flamengo ainda liderou a batalha dos rebotes (54×49), assistências (23×12) e cometeu somente nove erros.

Já pelo lado do Paulistano, o aproveitamento nas bolas triplas (19.4%) também foi um ponto extremamente negativo. No entanto, o clube paulista não teve a mesma eficiência nas bolas de dois pontos e, talvez por falta de agressividade, não produziu mais do que quatro pontos na linha de lance livre, assim sendo eliminado do NBB 2020/21 com um revés por 11 pontos de desvantagem. O coletivo do time de Régis Marrelli voltou a não funcionar e mais uma vez diversos destaques deixaram a desejar. Individualmente, o pivô Maique (14 pontos e sete rebotes) foi o principal destaque. Deryk (12 pontos) fecha a lista de jogadores do CAP que ultrapassaram o dígito-duplo em pontuação na tarde deste sábado (15). Nomes importantes como Cauê Borges, Jimmy, Vitão, Du Sommer, Ruivo, Erik Thomas, Alex Dória e Anderson Barbosa combinaram, juntos, para somente 32 pontos.

(3-0) São Paulo 80 x 79 Minas (0-3)

Contrariando todas as expectativas, o São Paulo venceu o terceiro jogo da série por 80 a 79 e varreu o Minas, assim garantindo classificação inédita às finais do NBB. O favoritismo, que estava ao lado do time mineiro antes do início das semifinais, foi transformado em três atuações pra lá de convincentes dos comandados de Cláudio Mortari. A vitória expressiva no Jogo 1 aliada a virada surpreendente no Jogo 2 deram aos são-paulinos uma ampla vantagem não só em quadra, mas também psicológica. Fato é: o time de Léo Costa teve grandes chances de reverter a situação, em especial neste sábado, mas não o fez. No jogo de hoje, por exemplo, os minastenistas assumiram a ponta do placar e não conseguiram manter a vantagem positiva. Partindo para os segundos finais do confronto, o agora derrotado Minas viu novamente a clara oportunidade de roubar um triunfo. Todavia, quando restava pouco mais de um segundo para o fim de um jogo até então empatado, o ala-pivô Rafa Moreira cometeu uma falta após a perca da posse e jogou fora a esperança da temporada não acabar para o clube de Belo Horizonte.

Não há outra forma de resumir a vitória são-paulina a não ser enaltecer a atuação memorável do ala-armador Corderro Bennett. Com Georginho de Paula (14 pontos) e Lucas Mariano (11 pontos) ofuscados pela boa defesa mineira e Shamell poupado com dores no ombro, restou ao norte-americano ex-Pinheiros o papel de comandar o ataque tricolor. E não deu outra: 26 pontos, seis assistências e um desempenho defensivo que não entra nas estatísticas. Isaac e Renan Lenz também foram fundamentais vindo do banco. Coletivamente, o São Paulo destacou-se em especial nos rebotes ofensivos, permitindo criar pontos de segunda chances extremamente importantes na trama final. O aproveitamento, tanto no perímetro (35%), quanto nas bolas duplas (50%) foi bom. Por fim, vale destacar o baixo número de erros dos comandados de Cláudio Mortari: somente seis. Em suma, o clube do Morumbi teve uma atuação sólida e suficiente para garantir o triunfo e, consequentemente, a vaga na grande decisão do NBB.

Minas, por sua vez, se despede do NBB 2020/21 de maneira vexatória. Apesar da varrida na série, a derrota de hoje foi decidida no detalhe, afinal o time de Léo Costa mais uma vez deixou de aproveitar as oportunidades, como de costume na semifinal. Hoje, três jogadores destacaram-se individualmente, mas faltou protagonismo. Luciano Parodi, David Jackson e Shaquille Johnson, principais cestinhas dos mineiros na noite deste sábado (15), anotaram 15, 15 e 14 pontos, respectivamente, combinando para 44 dos 79 pontos minastenistas. O coletivo, contudo, deixou a desejar. Os bons aproveitamentos nas bolas triplas (41%) e também nas bolas de dois pontos (52%) não foram capazes de extinguir o sentimento e "faltou algo" no desempenho do Minas. A falta de atenção nos rebotes, sobretudo ofensivos, foi um fator crucial para o revés e eliminação do clube belorizontino.

Final - Maracanãzinho, Rio de Janeiro

22/05 (sábado): São Paulo x Flamengo (16h - ESPN, TV Cultura e DAZN)

24/05 (segunda-feira): Flamengo x São Paulo (20h - ESPN, TV Cultura e DAZN)

27/05 (quinta-feira): Flamengo x São Paulo (18h30 - ESPN, TV Cultura e DAZN )

29/05 (sábado): São Paulo x Flamengo (horário a definir - ESPN, TV Cultura e DAZN)*

31/05 (segunda-feira): Flamengo x São Paulo (horário a definir - ESPN, TV Cultura e DAZN)*

Jumper Brasil
Publicidade
Publicidade