PUBLICIDADE

"Hawks está feliz, mas não satisfeito", avisa Trae Young

Jovem armador exalta vitórias da equipe em ambientes hostis e garante que Atlanta inicia finais do Leste com confiança em título

21 jun 2021 20h53
| atualizado em 22/6/2021 às 23h14
ver comentários
Publicidade

O Atlanta Hawks conseguiu chocar a NBA nesse domingo: a jovem equipe derrotou o Philadelphia 76ers, dono do melhor recorde do Leste, em um sétimo jogo fora de casa para avançar à decisão da conferência apenas pela segunda vez em meio século. Mas, para um time que está se acostumando a fazer história e desafiar probabilidades, isso não basta. O astro Trae Young assegura que o título da liga é o único resultado que deixará o elenco do Hawks realmente satisfeito.

Trae Young, armador do Hawks
Trae Young, armador do Hawks
Foto: Jesse D. Garrabrant / AFP / Jumper Brasil

"Nós fomos até dois dos ambientes mais difíceis e hostis da NBA, encaramos o desafio e estamos de pé. Jogar em Nova Iorque e Philadelphia não é simples. Adorei o clima e as provocações. Estamos felizes de termos chegado até as finais de conferência, mas não satisfeitos. É ótimo poder viver o momento, mas ainda temos alguns jogos a disputar", avisou o armador, que comanda a franquia às finais do Leste já em sua primeira participação nos playoffs.

E a vitória foi saboreada de diferentes maneiras pelos jogadores do elenco. Young, por exemplo, gesticulou e reagiu efusivamente em quadra nos instantes finais da partida como uma resposta às fortes provocações que recebeu da torcida do Sixers na série. Ninguém foi mais original, porém, do que John Collins: o ala-pivô foi conceder sua entrevista coletiva vestindo uma camisa que exibia sua icônica enterrada sobre Joel Embiid anteriormente na série.

"Esse é um grupo especial e, em nosso vestiário, todos estão empolgados. Trabalhamos muito, o ano inteiro, para podermos ser bem sucedidos em situações como essa. Sinto que jogamos uns pelos outros aqui dentro e, em um sétimo jogo de série de playoffs, não poderíamos pedir nada mais de cada um do que fizemos em quadra hoje. A gente conquistou uma vitória gigante", comemorou Collins, que registrou 14 pontos e 16 rebotes na vitória por 103 a 96.

A histórica campanha do Hawks ainda serve como uma redenção para o treinador Nate McMillan. Há menos de um ano, o ex-armador era demitido pelo Indiana Pacers e o anúncio oficial da dispensa fez questão de ressaltar as cinco derrotas seguidas do time na primeira rodada dos playoffs. Agora, enquanto a sua ex-equipe nem se classificou para o mata-mata, ele assumiu o time da Geórgia com a temporada em andamento e venceu dois duelos melhor-de-sete.

"O que tentamos construir aqui é uma cultura vencedora e um estilo de jogo que nos dê a oportunidade de vencer partidas. Você esforça-se todas as noites, joga com unidade e confia em seus companheiros. É assim que mostramos respeito ao basquete. Sinto que, no fim das contas, esse grupo simplesmente tem o que é necessário para ganhar esses grandes jogos", exaltou McMillan, que tornou-se técnico interino em Atlanta depois da demissão de Lloyd Pierce.

McMillan, Collins e o elenco inteiro do Hawks sabe que o time será novamente encarado como um "azarão" na série contra o Milwaukee Bucks, que sempre foi considerado um dos favoritos para estar na decisão do Leste. Mas Young reforça o recado: não descarte essa equipe que veio para ficar. "A confiança está aqui, inabalável. Segue a mesma de sempre. E a melhor parte de tudo isso é que esse é só o começo para esse elenco", concluiu o jovem all-star.

Jumper Brasil
Publicidade
Publicidade