PUBLICIDADE

Doc Rivers: "Não sei se Simmons pode ser armador de time campeão"

Treinador do Sixers deixa pergunta no ar após eliminação e diz que terá trabalho com jovem armador durante offseason

21 jun 2021 16h56
| atualizado em 22/6/2021 às 21h56
ver comentários
Publicidade

Nenhum atleta saiu mais "queimado" pela traumática eliminação do Philadelphia 76ers, perdendo o sétimo e decisivo jogo da série contra o Atlanta Hawks em casa, do que Ben Simmons. Suas dificuldades ofensivas foram expostas mais uma vez, com a resistência do armador em arremessar e péssimo aproveitamento nos lances livres. Após a partida, em um momento de sinceridade, o treinador Doc Rivers admitiu que Simmons pode não ser o armador ideal para um Sixers que ambiciona ser campeão da NBA.

Ben Simmons, armador do 76ers
Ben Simmons, armador do 76ers
Foto: Jesse D. Garrabrant / AFP / Jumper Brasil

"Não sei se Ben pode ser o armador do time campeão que queremos ser. Eu não tenho a resposta para isso, agora. Realmente não sei. O que eu posso dizer é que vamos para o ginásio, trabalhar e treinar para melhorarmos", afirmou o experiente técnico, logo após o revés derradeiro da temporada do time de melhor recorde da temporada. O atleta de 24 anos terminou o confronto com oito pontos, cinco rebotes e 13 assistências, mas tentou apenas quatro arremessos em 36 minutos de ação.

A declaração pode dar a ideia de que Rivers disparou críticas o comandado na entrevista, mas não foi bem assim: tirando esse comentário específico, a maior parte das respostas do veterano aconteceu na tentativa de defender o armador. Embora compreenda que a atuação ofensiva de Simmons será um alvo inevitável, o treinador deu crédito ao jovem astro pela marcação que limitou Trae Young a apenas cinco cestas em 23 arremessos tentados na partida.

"O baixo aproveitamento de Young foi efeito direto de Ben. Há pontos positivos em sua atuação, sem dúvidas. Sei que as pessoas estão muito chateadas por sua apresentação no ataque, mas, defensivamente, ele fez um trabalho muito bom. E, sinceramente, nós não fomos bem como grupo ofensivamente. Todos erramos arremessos, erramos bolas fáceis dentro do garrafão e desperdiçamos contra-ataques", lamentou o comandante, campeão da NBA em 2008.

Rivers teve uma postura protetiva em relação a Simmons na maior parte da série, mas, nas últimas partidas, passou a ter que colocá-lo no banco de reservas em momentos decisivos. O astro tentou apenas três arremessos de quadra nos sete últimos períodos de jogos da série, enquanto converteu somente 33.2% dos lances livres que cobrou ao longo dos playoffs - a pior porcentagem por qualquer jogador que arremessou 70 desses tiros em uma pós-temporada na história da NBA.

"Sobre tudo isso, todos esses números, eu não sei o que dizer. Obviamente, Ben teve problemas na linha dos lances livres nos últimos jogos e isso tornou-se um fator bem importante nessa série. Não há como contestar isso. Ainda acredito em seu talento e basquete, sem dúvidas, mas temos trabalho a fazer. Vamos para a quadra e vamos treinar muito. Os detalhes do que precisaremos fazer, porém, será algo que manterei entre nós", concluiu o treinador, tentando não expor (ainda mais) Simmons.

Jumper Brasil
Publicidade
Publicidade