0

Basquete

Flamengo fecha série contra Bauru e ganha o tetra do NBB

Foto Jump/LNB / Divulgação
30 mai 2015
11h50
atualizado às 13h22
  • separator
  • 0
  • comentários

O Flamengo é o maior campeão da história do Novo Basquete Brasil (NBB). Na manhã deste sábado, em Marília, o time rubro-negro encerrou de forma antecipada a série decisiva contra o Bauru ao vencer por 77 a 67 e conquistou seu quarto título nacional, o terceiro consecutivo.

O Flamengo venceu a primeira edição do NBB, em 2009. Depois de três títulos seguidos do Brasília (2010, 2011 e 2012), a equipe do Rio de Janeiro repetiu o feito (2013, 2014 e 2015) e, na manhã deste domingo, adquiriu o status de maior campeã do torneio. Marcelinho, presente em todas as conquistas, é o recordista entre os atletas.

Flamengo conquistou o NBB pela quarta vez
Flamengo conquistou o NBB pela quarta vez
Foto: Flamengo / Divulgação

Bauru teve melhor campanha na primeira fase, mas não conseguiu aproveitar seu mando de quadra. Na abertura da decisão, o Flamengo venceu o time paulista por 91 a 69 (maior diferença em uma final de NBB) e, com o novo triunfo, encerrou a série de melhor de três.

Como o Ginásio Panela de Pressão não tem capacidade mínima para receber as finais, o Bauru mandou a partida em Marília, no Neusa Galetti. O argentino Rubén Magnano, técnico da Seleção Brasileira, acompanhou das tribunas o confronto decisivo do NBB.

Embalado pelo triunfo expressivo na abertura da série, o Flamengo dominou as ações desde o início e venceu os primeiros três quartos. O Bauru, impulsionado pelos certeiros arremessos de três do norte-americano Robert Day, tirou 13 pontos na última parcial, o que não foi suficiente para evitar a derrota.

Apesar da derrota, o norte-americano Robert Day, com seis cestas de três, terminou como cestinha ao anotar 23 pontos. Fischer contribuiu com 14 e o Larry Taylor, com 11. Pelo Bauru, o argentino Nicolas Laprovittola (19), Olivinha (17) e Benite (15) se destacaram.

Assim que o confronto foi encerrado, o argentino Walter Herrmann subiu na tabela para tirar a rede da cesta e guardá-la como recordação. Laprovittola, por sua vez, ganhou o prêmio de melhor jogador da final, enquanto o capitão Marcelinho ergueu a taça de campeão.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade