PUBLICIDADE

Basquete

Entenda como Michael Jordan se tornou o primeiro atleta a entrar em lista de mais ricos da Forbes

Ex-jogador tem fortuna estimada em mais de R$ 15 bilhões; venda do Charlotte Hornets ajudou no acúmulo de riqueza do empresário

3 out 2023 - 13h43
(atualizado em 9/10/2023 às 10h16)
Compartilhar
Exibir comentários

Aposentado há duas décadas, Michael Jordan continua entre os principais nomes do basquete e do esporte como um todo. Ex-jogador da National Basketball Association (NBA) e atualmente empresário, se tornou o primeiro atleta a entrar na lista das 400 personalidades mais ricas dos Estados Unidos, segundo a Forbes. De acordo com a publicação, lançada nesta terça-feira, o empresário soma uma fortuna de US$ 3 bilhões (cerca de R$ 15 bilhões).

A fortuna de Jordan teve um salto neste ano, quando vendeu parte de suas ações do Charlotte Hornets, franquia da NBA, com um lucro estimado em US$ 2,7 bilhões à época (algo próximo a R$ 14 bilhões). Foi a segunda maior venda da história da liga, atrás apenas do Phoenix Suns, em 2022.

Além disso, que fez com que Jordan tivesse um aumento expressivo em seus ganhos, o ex-jogador recebe anualmente dividendos pelas vendas de produtos relacionados à sua marca própria pela Nike, como tênis, camisetas e meias. Estima-se que, somente no último ano, ele tenha recebido R$ 1,3 bilhão da empresa de artigos esportivos.

Antes de entrar no ranking da Forbes, Jordan já havia se tornado, em 2014, o primeiro atleta bilionário. Como empresário, mantém relações com outras marcas, como McDonald's, Gatorade, entre outras. Um de seus planos é de investir ainda mais em outros esportes. Desde 2020, é dono de uma equipe da Nascar, a 23XI Racing.

Natural da Carolina do Norte, Michael Jordan se tornou sócio do Charlotte Bobcats em 2006. Oito anos depois, o time passou por uma reformulação e voltou a adotar o nome Hornets, original de sua fundação em 1988. Com a camisa do Chicago Bulls, Michael Jordan foi seis vezes campeão da NBA e eleito por cinco vezes o Jogador Mais Valioso (MVP, em inglês). Ele ainda é amplamente considerado o maior jogador de basquete da história.

Estadão
Compartilhar
Publicidade
Publicidade