0

Com público recorde, Ceará sai na frente do Bahia em final

23 abr 2015
00h14
atualizado às 00h31
  • separator
  • comentários

Na noite desta quarta-feira, Bahia e Ceará abriram a disputa pelo título da Copa do Nordeste. Atuando na Arena Fonte Nova, o clube cearense não se intimidou com o público recorde estabelecido pelos torcedores tricolores - 40 mil e 982 pagantes - e venceu por 1 a 0. O gol visitante, marcado pelo meia Ricardinho, aos 26mindo segundo tempo, teve a ajuda providencial do arqueiro Jean, que sofreu um verdadeiro frango e complicou os baianos na caminhada rumo ao troféu regional.

Ceará largou na frente na decisão da Copa do Nordeste
Ceará largou na frente na decisão da Copa do Nordeste
Foto: Walmir Cirne / COOFIAV/Gazeta Press

O duelo de volta está agendado para o dia 29 de abril, a próxima quarta, na Arena Castelão, em Fortaleza. A equipe dirigida por Silas, que derrubou a invencibilidade dos baianos, invictos desde o dia 22 de fevereiro, tem a vantagem do empate para levantar o caneco em seus domínios.

Bahiabah-wBahia0
1CearáCearácsc

    • Ricardinho 25 ' (2T)
    2015-04-23 01:00 GMT-000 (D) FinalizadoArena Fonte Nova

    Antes de a bola rolar, a torcida do Bahia preparou um belo e vistoso mosaico, que chamou a atenção dos atletas. Porém, o Ceará não se deixou abater pela pressão soteropolitana, que rendeu o maior público do clube na Arena Fonte Nova, e criou a primeira chance de perigo. Aos 11min, Ricardinho arriscou da intermediária e assustou Jean. A resposta tricolor veio com 16min jogados, em cabeçada de Léo Gamalho, que passou rente à trave de Luís Carlos.

    O clube tricolor até teve êxito ao adiantar a marcação e pressionar a saída de bola do rival. Contudo, a equipe visitante voltou a assustar. Quando o relógio apontou a marca dos 36min, Marinho aproveitou bola mal afastada pela defesa baiana, após cruzamento de Ricardinho, e desferiu um chute firme. Atento, Jean encaixou a finalização.

    Após um primeiro período equilibrado, a equipe comandada por Sérgio Soares criou a primeira grande oportunidade do segundo tempo, aos 11min. Kieza se antecipou à marcação alvinegra e desviou de cabeça. A tentativa funcionaria como uma bela assistência para Léo Gamalho, porém Luís Carlos se recuperou e afastou a bola, evitando o primeiro gol mandante.

    Depois de criar uma boa chance através de Marinho, aos 18min, o Ceará inaugurou o marcador em Salvador tendo o auxílio do goleiro Jean, na marca dos 26min. Acionado na ponta direita, Samuel Xavier cruzou na área e viu Ricardinho finalizar de primeira. A bola, aparentemente fácil, não foi contida pelo goleiro tricolor, que amargou um verdadeiro frango diante de 40.982 pagantes.

    Em desvantagem, o Bahia se lançou ao ataque, mas não conseguiu sequer o empate. As melhores chances vieram com o Maxi Biancucchi - a mais clara delas, aos 45min. Após receber de Kieza, o argentino finalizou perigosamente, rente à trave de Luís Carlos.

    Ao apito final, caiu também um tabu imposto pelos tricolores, que não perdiam desde o dia 22 de fevereiro. O revés desta quarta foi o primeiro em dois meses.

    Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
    • separator
    • comentários
    publicidade