PUBLICIDADE

Verstappen se irrita com Bottas após novo revés: "Tirado por uma Mercedes mais uma vez"

Max Verstappen deixa a Hungria com apenas 1 ponto na bagagem e o gosto amargo do revés ao se ver atrás de Lewis Hamilton na classificação do Mundial de Pilotos. Restou ao holandês um discurso de ânimo: "Nunca vamos desistir"

1 ago 2021 13h26
| atualizado às 13h30
ver comentários
Publicidade
Max Verstappen sofreu com as avarias no seu carro durante o GP da Hungria
Max Verstappen sofreu com as avarias no seu carro durante o GP da Hungria
Foto: Bryn Lennon/Getty Images/Red Bull Content Pool / Grande Prêmio

LOUCURA NA F1! OCON VENCE E ALONSO QUASE PARA HAMILTON! TUDO SOBRE O GP DA HUNGRIA | Briefing

Max Verstappen começou o fim de semana disposto a dar a volta por cima depois do acidente forte sofrido há 14 dias em Silverstone, mas terminou o GP da Hungria apenas em 10º lugar, perdeu a liderança do Mundial de Pilotos para Lewis Hamilton e ficou muito irritado com o incidente que mudou sua história neste domingo (1). O holandês foi uma das vítimas do erro clamoroso de Valtteri Bottas na primeira curva e fez toda a prova com o carro bastante avariado.

"Mais uma vez tirado por uma Mercedes, então não é isso o que você quer", bradou Max em entrevista à emissora Sky Sports pouco depois da corrida. O piloto, claro, fez menção à batida sofrida depois de toque no carro de Lewis Hamilton na primeira volta do GP da Inglaterra.

"A partir de então, perdi toda a minha lateral do carro. Toda a área do bargeboard. O assoalho também foi danificado. Impossível pilotar. Ainda tentei o meu melhor e, pelo menos, marquei 1 ponto", descreveu.

Max Verstappen foi um dos atingidos no acidente da largada, que começou com um erro de Valtteri Bottas (Foto: Reprodução/F1)

Verstappen sofreu muito para passar os carros na pista e ficou por muitas voltas atrás da McLaren de Daniel Ricciardo. No fim das contas, o holandês terminou atrás até das Williams de Nicholas Latifi e George Russell e ficou com o último ponto do fim de semana na Hungria.

O dono do carro #33 vai para as férias de verão naturalmente decepcionado. "Claro que isso não é o que você quer. Esses momentos não fazem nada, são simplesmente decepcionante, mas sei que quando voltarmos estarei lá novamente. Espero que meu carro seja competitivo".

Sobre a Mercedes, Max reconheceu a força da rival, mas deixou claro que a Red Bull continua na briga pelo título. "Eles estão muito rápidos, é claro, mas nunca vamos desistir e vamos seguir acelerando", concluiu.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade