PUBLICIDADE

Bottas dispara sobre censura da FIA a pilotos da F1: "Querem nos controlar"

Valtteri Bottas admitiu incômodo com nova regra da FIA, que decidiu censurar os pilotos da F1 em 2023. Consultor da Red Bull, Helmut Marko classificou a medida como "claramente errada"

31 jan 2023 - 05h31
Compartilhar
Exibir comentários
Bottas reclamou de ser controlado pela FIA
Bottas reclamou de ser controlado pela FIA
Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio / Grande Prêmio

No fim do ano passado, em uma medida bastante polêmica, a FIA decidiu divulgar uma nova regra visando à temporada 2023 da Fórmula 1 e determinou que os pilotos não devem mais se posicionar sobre assuntos políticos sem autorização prévia. Naturalmente, a censura imediatamente ecoou no paddock e não agradou, já que os pilotos sentiram sua liberdade cerceada — e Valtteri Bottas, da Alfa Romeo, foi um deles.

Bottas imediatamente ressaltou que não gosta de falar de política, mas argumentou que é um assunto constantemente presente na sociedade atual. Além disso, o finlandês fez questão de destacar o engajamento de Sebastian Vettel, que não se escondia nos momentos em que precisava se posicionar politicamente e se aposentou ao fim da última temporada.

Relacionadas

Mercedes nega preocupação com censura da FIA: "Temos de ver como será aplicado"
"Hamilton foi perseguido pela FIA. E isso só vai piorar", garante JP Nascimento
FIA reitera censura e condena uso da F1 como "plataforma de agenda pessoal"

"Pessoalmente, não gosto de política", destacou Bottas ao jornal sueco Expressen. "Eu gosto de fazer o que amo, que é correr. Mas a política, ao mesmo tempo, é parte da sociedade hoje em dia. Acho que a F1 fez um bom trabalho ao prestar atenção em alguns desses problemas, e muitos pilotos levantaram suas vozes, incluindo Sebastian [Vettel]", disse.

Helmut Marko também não ficou nada satisfeito com a nova medida da FIA
Helmut Marko também não ficou nada satisfeito com a nova medida da FIA
Foto: Rodrigo Berton/Grande Prêmio / Grande Prêmio

Apesar dos elogios tecidos à F1, Bottas disse não entender o motivo por trás do "controle" exercido pela FIA. Na visão do piloto da Alfa Romeo, os participantes do grid deveriam ter liberdade sobre o que querem falar, mas ainda é necessário ver como a regra será cumprida com o campeonato em andamento.

"Eu não entendo o motivo de eles quererem nos controlar", disparou o finlandês. "Acho que deveríamos ter o direito de falar sobre o que quisermos. É assim que vejo, mas vamos ver o que acontece", finalizou.

A opinião de Bottas foi diretamente de encontro ao que disse Helmut Marko, consultor-esportivo da Red Bull e o homem que dá as ordens nas categorias de base da equipe. O austríaco, ainda mais incisivo do que o piloto, afirmou que a regra estabelecida pela FIA é "claramente errada" e cobrou liberdade de posicionamento aos competidores.

"Isso é claramente errado", disse Marko à emissora alemã RTL. "Eles [os pilotos] são cidadãos responsáveis, que estão sob o olhar público, e sabem como e o que precisam dizer. Em geral, estamos em uma sociedade democrática, e todos podem expressar suas opiniões", encerrou.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

Grande Prêmio
Compartilhar
Publicidade
Publicidade