PUBLICIDADE

O'Ward vê sorte sorrir em Mid-Ohio e tem chance de ouro de se firmar em briga por título

Pato O'Ward vai largar na pole em pista onde ultrapassagem é difícil, e ainda ganhou de brinde a péssima posição de pista dos rivais. Campeonato tende a incendiar depois de Mid-Ohio

2 jul 2022 - 18h36
Ver comentários
Publicidade
Pato O’Ward tem uma chance de ouro
Pato O’Ward tem uma chance de ouro
Foto: IndyCar / Grande Prêmio

CINCO PONTOS PARA PRESTAR ATENÇÃO NA SEGUNDA METADE DA INDY 2022

O equilíbrio é quem dá as cartas nas classificações da Indy em 2022. Pato O'Ward virou o nono pole-position diferente em nove corridas disputadas até aqui, e a chance de largar na posição de honra não poderia ter vindo em oportunidade melhor para o mexicano. Vai encarar uma das pistas mais travadas da Indy, e tendo os principais rivais na briga pelo título em necessidade de provas de recuperação.

A McLaren mostrou a praticamente todo momento na classificação em Mid-Ohio que poderia estar na ponta, seja com O'Ward, seja com Felix Rosenqvist, e o bom desempenho do time foi essencial em uma pista onde escuderias menores puderam se aproximar e bater de frente com os líderes. Dale Coyne, Foyt e Juncos conseguiram um lugarzinho no top-10, se aproveitando de uma sessão em que qualquer detalhe virou crucial para conquistar a melhor posição de grid.

"Foi uma sessão boa para nós. Eu não consegui encaixar uma volta nas duas primeiras sessões, mas consegui na terceira vez. O carro está ótimo, nós não começamos da melhor forma possível, mas fizemos ótimas mudanças durante a noite, nós nos colocamos em uma boa janela e consegui extrair todo o potencial", explicou Pato.

Pato O'Ward e a forte chance em Mid-Ohio (Foto: IndyCar)

E foram estes detalhes, por exemplo, que derrubaram Marcus Ericsson e Josef Newgarden do top-10. Ambos foram eliminados ainda no primeiro segmento da classificação, e vão ter de trabalhar muito dividindo a sétima fila. Mid-Ohio não tem o costume de ser uma prova caótica e marcada por acidentes. Ao mesmo tempo, tanto o sueco quanto o americano vão precisar contar muito com as estratégias de Ganassi e Penske para reduzir prejuízo e surgir com bons pontos no domingo.

O detalhe não foi o problema de Will Power. Em segundo lugar no campeonato, o australiano pagou caro por ter atrapalhado a volta de Helio Castroneves no Q1 e acabou punido, largando apenas de 21º. Mesmo que tenha conseguido boas recuperações recentes largando do fundo, é o tipo de coisa que não vai acontecer todo dia, e em uma temporada tão equilibrada quanto a de 2022, e é um erro pouco perdoável para quem briga pelo título.

Will Power errou e vai ter de remar (Foto: IndyCar)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Com tudo isso, O'Ward é um favorito destacado a vencer em Lexington no domingo. O pole venceu em quatro das últimas cinco provas em Mid-Ohio, e além da oportunidade de vencer pela segunda vez em 2022, ter os principais rivais atrás é uma chance de ouro para apimentar cada vez mais a disputa pelo título, deixando tudo mais equilibrado para o restante da maratona de julho.

Se Pato tem chance de se firmar de vez como candidato forte ao título em Lexington, quem vê uma boa oportunidade de tentar voltar para a briga é Scott McLaughlin. Sem pódios desde a derrota traumática no Texas, divide a primeira fila com O'Ward e andou em bom ritmo praticamente o tempo inteiro até aqui no fim de semana. Um bom resultado é essencial para manter os sonhos do neozelandês vivos.

Mesmo que não seja tão movimentada quanto outros circuitos mistos, Mid-Ohio sempre proporciona batalhas estratégicas para prestar bastante atenção, e o campeonato pode ganhar uma cara nova após este domingo.

Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

Grande Prêmio
Publicidade
Publicidade