0

"VAR" da Fórmula 1 entra em cena no GP do Brasil e Sainz faz festa privada no pódio

17 nov 2019
18h52
  • separator
  • 0
  • comentários

Punição para Lewis Hamilton somente foi aplicada oficialmente após piloto participar da cerimônia do pódio e Carlos Sainz herdou a terceira posição em Interlagos; espanhol subiu no pódio pela primeira vez na F1

Foto: Twitter/ McLaren
Foto: Twitter/ McLaren
Foto: F1Mania

O GP do Brasil de F1 demorou bem mais do que 71 voltas para ser encerrado neste domingo em Interlagos. Com o vencedor Max Verstappen e com o segundo lugar histórico de Pierre Gasly estava tudo certo, mas Lewis Hamilton foi punido com acréscimo de 5 segundos e caiu da terceira posição para o sétimo lugar. A punição lembrou até o VAR, grande polêmica do futebol em 2019.

Com isso, o espanhol Carlos Sainz registrou seu primeiro pódio, que é o único da McLaren nos últimos 5 anos. A equipe vivia um jejum desde o GP da Austrália de 2014, quando Kevin Magnussen e Jenson Button estiveram com o time de Woking entre os três primeiros.

Mas outra investigação estava em curso em Interlagos envolvendo vários competidores, inclusive o piloto da McLaren. Sainz conversou com os comissários, foi visto saindo do box com cara de poucos amigos e a expectativa era de que ele fosse punido por uso da asa móvel aberta (DRS) em bandeira amarela na volta 53, próximo da curva 4, exatamente no ponto em que Valtteri Bottas estacionou sua Mercedes para abandonar a corrida com problemas no motor.

O pódio poderia cair no colo de Kimi Raikkonen, seria o primeiro da Alfa Romeo em seu retorno à F1 em 2019, mas depois de uma grande espera no paddock veio a confirmação de que Sainz não seria punido e a McLaren finalmente voltaria a comemorar um pódio na categoria.

Com o cair da noite em Interlagos, Sainz subiu com a equipe McLaren no pódio montado sobre os boxes para registrar um de seus momentos mais especiais na carreira. O espanhol ainda fez a festa segurando o troféu, a champagne e uma cerveja do seu patrocinador na mão.

A corrida deste domingo ainda foi marcada por um toque entre Sebastian Vettel e Charles Leclerc. Os dois pilotos tiveram que abandonar a prova e os comissários optaram por não punir nenhum dos dois, indicando um toque acidental de corrida.

Com os resultados confirmados deste domingo, Gasly e Sainz saem empatados na sexta posição da tabela com 95 pontos cada, com o francês na frente no desempate justamente pelo segundo lugar deste domingo.

As primeiras posições na classificação geral seguem com Hamilton em primeiro (hexacampeão) com 387 pontos,  Bottas em segundo (vice-campeão) com 314, Verstappen em terceiro com 260,  Leclerc em quarto com 249 e Vettel em quinto com 230 pontos.

A disputa do GP de Abu Dhabi, no dia 1º de dezembro, definirá o terceiro colocado no campeonato e encerrará a temporada 2019.

F1Mania
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade