PUBLICIDADE

Experiência de jogadores na Europa deixa chilenos confiantes

13 jun 2014 19h03
| atualizado às 19h03
ver comentários
Publicidade
<p>Chilenos Eduardo Vargas e Arturo Vidal atuam no futebol europeu</p>
Chilenos Eduardo Vargas e Arturo Vidal atuam no futebol europeu
Foto: Edgard Garrido / Reuters

Com um time com jogadores atuando na Europa, os torcedores chilenos que vieram à arena da Fifa Fan Fest em Copacabana, na zona sul do Rio de Janeiro, estão otimistas na conquista de um resultado melhor que em edições anteriores do Mundial. Cerca de dez mil pessoas estão na arena nesta noite para ver as partidas da Copa do Mundo.

Quer acompanhar as notícias e jogos da sua seleção? Baixe nosso app. #TerraFutebol

"Temos Alexis Sanchez (que joga no Barcelona), que é como o nosso Neymar. O Chile está reestruturado", disse o chileno Juan Bernardo Briones, de 43 anos. Outro "europeu" é Arturo Vidal, da Juventus da Itália. Para Briones, é difícil seu time ganhar a Copa. "Mas vai ser um Mundial lindo", disse.

O chileno Victor Burgos, de 32 anos, acredita que sua seleção chega pelo menos até as quartas de final. "Estamos com uma das melhores equipes dos últimos tempos. Temos grandes nomes e uma geração nova muito boa", disse Burgos. "Nossa equipe tem experiência na Europa, isso é bom", disse o chileno Hector Mancilla. Para Egon Mancilla, o ponto forte do Chile é o ataque. "Mas precisamos melhorar na concentração, que tem que ser máxima até o último minuto", afirmou Egon.

Zagueiro chileno demonstra confiança antes de estreia na Copa:

Os torcedores da Austrália, que joga com o Chile nesta sexta, também têm pouca esperança de vencer o Mundial, mas esperam vencer algumas partidas. "Nosso ponto forte é a rapidez e a agilidade", afirmou o australiano Ryan Rodda. "Temos um ataque bom, com jogadores jovens", completou a australiana Alex Geoghegary.

O Fifa Fan Fest do Rio de Janeiro teve clima tranquilo nesta sexta e foi enchendo ao longo da tarde: se no início da tarde havia 3 mil pessoas durante o jogo México x Camarões, na partida entre Espanha e Holanda, terminada às 18h, havia cerca de dez mil. Houve shows de grupos como Voz Ativa e de Marquinho OSócio, ex-integrante do programa The Voice Brasil, da Tv Globo. Torcedores de nacionalidades diferentes tiravam fotos juntos, esquecendo por algum tempo a rivalidade entre as suas seleções.

Fonte: Terra
Publicidade
Publicidade