PUBLICIDADE

Daniel está satisfeito com 2º lugar e preparação no Quênia

Corredor brasileiro perdeu gás na Av. Brigadeiro Luis Antônio e foi ultrapassado pelo etíope Belay Bezabh

31 dez 2021 09h27
| atualizado às 09h56
ver comentários
Publicidade

Daniel Nascimento fez história ao cruzar a linha de chegada da 96ª edição da São Silvestre em segundo lugar. Rivalizando com o etíope Belay Bezabh até os quilômetros finais da prova, o fundista perdeu gás na Av. Brigadeiro Luis Antônio, mas, ainda assim, saiu bastante satisfeito com seu desempenho, influenciado por sua preparação no Quênia.

Daniel Nascimento cruzou a linha de chegada em segundo Roberto Casimiro/Fotoarena/Estadão Conteúdo
Daniel Nascimento cruzou a linha de chegada em segundo Roberto Casimiro/Fotoarena/Estadão Conteúdo
Foto: Roberto Casimiro / Fotoarena/Estadão Conteúdo

"Foi muito trabalho duro, disciplina. Eles defendem muito o Quênia. Eles ouvem o hino nacional nos treinamentos, estão sempre com isso na cabeça. Quero agradecer à torcida brasileira, estou buscando mais evolução, acredito no meu potencial e vamos colher frutos lá na frente", disse Daniel.

Em 2019, o atleta terminou a São Silvestre na 11ª colocação, cravando 46min32s. Nesta sexta-feira, além do segundo lugar no pódio, Daniel Nascimento cruzou a linha de chegada em 45min09s, confirmando sua esperada evolução após um "estágio" com os quenianos.

"Quando você junta o trabalho duro com a oportunidade, mais a fé de quem acredita, tudo dá certo", concluiu o fundista.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva
Publicidade
Publicidade