PUBLICIDADE
Logo do Athletico Paranaense

Athletico Paranaense

Favoritar Time

Reforços, base, projeções… Diretor explica movimentação do Athletico

Diretor de futebol fala até onde Furacão pode chegar em 2024 e quem o clube pode buscar no mercado

27 mai 2024 - 08h12
Compartilhar
Exibir comentários

O ano do centenário de um clube costuma sempre ser rodeado de expectativas. No Athletico não é diferente e o projeto vem dando resultado. Até aqui, o Furacão já conquistou o Campeonato Paranaense, é líder do Brasileirão e do grupo na Copa Sul-Americana e segue vivo na Copa do Brasil.

Mazzuco ressaltou que Furacão dificilmente vai contratar uma estrela na próxima janela.
Mazzuco ressaltou que Furacão dificilmente vai contratar uma estrela na próxima janela.
Foto: José Tramontin/Athletico / Banda B

Resultados que vão surgindo, mas não só dentro de campo. Segundo o diretor de futebol do Rubro-Negro, André Mazzuco, o que aparece nas partidas é apenas a ponta do trabalho de toda uma diretoria, que vai desde a estrutura, passando por montagem de elenco e, claro, se refletindo em títulos, que é o principal objetivo.

"Estamos em um ambiente de alta cobrança, pressão enorme, por precisar de resultados. Nos preparamos para o jogo, que vai te dar o sucesso e fomentar o atleta a se desenvolver. Muitos craques surgem no jogo, mas vai além disso. Temos que construir um ambiente equilibrado", afirmou o dirigente, em entrevista à Rede Furacão.

Athletico busca reforços

Entre diversos temas abordados, Mazzuco falou sobre a montagem de elenco, mais especificamente contratações para a sequência da temporada. O diretor destacou que o Athletico vai buscar reforços nesta janela do meio do ano, que se inicia no dia 10 de julho.

"Temos um bom elenco, que nos entrega um resultado interessante. No meio do ano abre-se uma janela onde, claro, vamos buscar trazer um atleta que possa qualificar ainda mais a equipe. Temos todo um segundo semestre pela frente, com fases decisivas, e é preciso ter um elenco", afirmou.

Porém, já antecipou que dificilmente o clube vai investir em nomes de peso e que custam altos salários. Nos últimos dias, diversos nomes foram especulados no Furacão, como os atacantes Keno, Marinho, Rony, Dudu e, mais recentemente, Gabigol. Todos que fogem do padrão de mercado do Rubro-Negro.

"A realidade do Athletico é muito pé no chão. Trazer um cara que foge dos padrões financeiros, tem que ser algo muito bem pensado. Lógico que queremos ter uma constelação aqui, mas talvez não seja necessário. Mas estamos rompendo algumas barreiras com alguns investimentos", disse Mazzuco.

Olho na base

Outra aposta do Athletico é nas categorias de base. Todo ano o clube promove nomes criados no CT do Caju, ou que terminaram a formação no clube. Alguns deram resultado, tanto no campo, como financeiramente, como o lateral-esquerdo Renan Lodi, o volante Bruno Guimarães e o atacante Vitor Roque, por exemplo.

Outros, como o goleiro Bento, vão se destacando e chamando a atenção do mercado. Um trabalho que segue sendo prioridade no Furacão e que vê no técnico Cuca um forte aliado nessa evolução da piazada.

"O trabalho de base sempre é desafiador, é preciso ter uma melhora constante, para ter esse ciclo bem elaborado e ter um atleta de qualidade no elenco principal. Estamos nesse caminho, já temos uma metodologia bem estabelecida. O Athletico tem que ter isso (espaço para a base) em seu sangue. Para nós é muito legal e essa sinergia com o treinador é importante. O Cuca tem esse olhar e nos ajuda. Os meninos precisam ter oportunidades", definiu o diretor de futebol.

Banda B
Compartilhar
Publicidade
Publicidade