0
Logo do Atlético-MG
Foto: Divulgação

Atlético-MG

Bebeto de Freitas morre durante reunião no Atlético-MG

13 mar 2018
16h22
atualizado às 18h48
  • separator
  • comentários

Vice-campeão olímpico com a Seleção Brasileira de vôlei, Bebeto de Freitas morreu na tarde desta terça-feira, aos 68 anos. Após divulgar o novo projeto do Atlético-MG, que terá agora um time de futebol americano, o diretor de administração e controle do clube passou mal na Cidade do Galo e não resistiu. A informação foi confirmada pelo clube.

"É com muito pesar que informamos o falecimento de Bebeto de Freitas, diretor-executivo do Atlético, nesta terça-feira. Bebeto sofreu uma parada cardíaca, pouco depois de participar de um evento na Cidade do Galo. O diretor foi atendido prontamente, mas não resistiu. O clube decretou luto oficial de três dias", informou o Galo.

Bebeto estava em uma reunião na Cidade do Galo quando sofreu um ataque cardíaco. Rapidamente ambulâncias foram acionadas e um helicóptero para remoção. O médico do clube, Marcos Vinícius, fez o primeiro atendimento. Bebeto, porém, não resistiu.

Pouco depois de a notícia ser divulgada nas redes sociais, o prefeito de Belo Horizonte e ex-presidente do Atlético, Alexandre Kalil, usou seu Twitter para lamentar o ocorrido. "Sempre gostei de gente de bem e honesta ao meu lado. Por isso gostava de estar perto de você. Encontramos mais tarde, Bebeto", postou.

Bebeto de Freitas deixa no esporte uma vasta trajetória. Em 1984, ele dirigiu a equipe de vôlei do Brasil que conquistou a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de Los Angeles. Além disso, defendeu a Seleção como jogador nas Olimpíadas de Montreal 1976 e comandou o time verde e amarelo em  Seul 1988. O ex-dirigente também foi treinador do Maxicono Parma, da Itália, e também a seleção italiana, sendo campeão mundial em 1998 e da Liga Mundial em 1997.

Nascido no Rio de Janeiro, em 15 de janeiro de 1950, Bebeto também foi presidente do Botafogo, entre 2003 e 2008. Ele ajudou o Glorioso a vencer a concessão do estádio Nílton Santos. Já em Belo Horizonte, ele assumiu o comando da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer, na qual ficou até o fim de 2017. Com a eleição de Sérgio Sette Câmara a presidência do Galo, foi convidado a fazer parte do quadro de funcionários do Atlético.

Bebeto chegou ao Atlético em 1999, para ser manager no mandato de Nélio Brant. Na época, Kalil era presidente do conselho administrativo. Com seu sucesso à frente do Galo, ele foi para o Botafogo, clube do coração.

Gazeta Esportiva Gazeta Esportiva

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade