9 eventos ao vivo

Wall St fecha em alta com índice de pequenas empresas Russell 2000 alcançando recorde

16 mai 2018
19h06
atualizado às 20h06
  • separator
  • comentários

As ações de varejo e tecnologia puxaram Wall Street nesta quarta-feira e o Russell 2000 atingiu uma máxima recorde, ainda que um aumento no rendimento dos títulos dos EUA para uma máxima de quase sete anos tenha sugerido mais competição para ações e investidores tensos por eventos geopolíticos.

Operadores na New York Stock Exchange (NYSE) em Nova York, EUA
02/05/2018
REUTERS/Brendan McDermid
Operadores na New York Stock Exchange (NYSE) em Nova York, EUA 02/05/2018 REUTERS/Brendan McDermid
Foto: Reuters

O índice Dow Jones subiu 0,25 por cento, a 24.769 pontos, enquanto o S&P 500 ganhou 0,41 por cento, a 2.722 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançou 0,63 por cento, a 7.398 pontos.

Companhias menores continuaram a tendência deste ano de superar seus rivais maiores, com o Russell 2000 atingindo uma máxima recorde. O índice encerrou em alta de 1 por cento.

"Empresas menores apresentam um jogo mais limpo do que empresas grandes em dois impulsionadores fundamentais do mercado: menores impostos corporativos e uma economia mais forte dos EUA", disse a empresa de pesquisa DataTrek em seu briefing nesta manhã.

As ações da Macy's avançaram 10,8 por cento após a operadora da loja de departamento reportar resultados que superaram estimativas de analistas e a companhia elevar sua projeção de lucro.

Os resultados também impulsionaram ações das lojas de departamento concorrentes J.C. Penney Co, Kohl's, Nordstrom e Target. O índice de lojas de departamento do S&P 500 avançou 5,2 por cento, sua maior alta diária em quase seis meses.

"Eu acho que os resultados corporativos têm estado notavelmente fortes", disse David Carter, diretor de investimentos da Lenox Wealth Advisors. "A preocupação é mais sobre o futuro e crescimento desacelerado".

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade