2 eventos ao vivo

Lide com situações de pressão no trabalho ou vida pessoal

Neste artigo, vamos falar mais sobre como estarmos preparados para lidar com situações de pressão. Vamos lá?

12 jun 2019
08h00
  • separator
  • comentários

Speakers! Como vocês estão?

Uma apresentação em público geralmente é algo que nos permite planejar com antecedência o que iremos dizer, nos dando tempo para tomar decisões, pesquisar, cortar ou incluir informações e mesmo pensar em estratégias para conquistar o nosso público.

No entanto, as apresentações desse tipo não são a única situação de exposição de fala com a qual teremos que lidar. Muitas vezes, essas situações chegam, inclusive, de forma inesperada, aumentando significativamente a pressão e até mesmo o nervosismo que podem trazer consigo.

Lidar com situações de pressão, no que tange à oratória, demanda uma série de ações, que, juntas, conseguem amenizar essa pressão e fazer com que saibamos agir da melhor forma possível.

Neste artigo, vamos falar mais sobre como estarmos preparados para lidar com situações de pressão. Vamos lá?

Foto: Shutterstock

Invista na sua comunicação pessoal

Quando começamos a dedicar tempo e esforços para impulsionar a forma como nos comunicamos com os outros, passaremos a ser melhores comunicadores em qualquer tipo de situação, seja ela planejada ou não.

Em outras palavras, quem desenvolve suas habilidades de comunicação conseguirá lidar melhor com situações de pressão do que aqueles que sentem dificuldades de se expressar e defender seus argumentos.

Situações de pressão que estão diretamente relacionadas à oratória são, por exemplo, entrevistas de emprego, reuniões importantes de trabalho, discussões familiares e até mesmo quando somos inesperadamente convidados a fazer um brinde ou um discurso em algum evento profissional ou pessoal.

Saber como organizar rapidamente o nosso raciocínio e dominar, ainda que minimamente, as principais técnicas de oratória é, sem dúvida, algo essencial nesses casos e em tantos outros.

Esteja sempre bem informado

O acesso à informação é, hoje, muito mais fácil que a tempos atrás. Por isso, não há muitas desculpas para não se informar, ao menos um pouco, sobre os principais temas da atualidade, assuntos que estão circulando na mídia e inovações dentro da área em que trabalhamos.

Estar bem informado é um cuidado que muda a forma como lidaremos com situações sob pressão, especialmente aquelas inesperadas. Como eu disse no começo deste artigo, a apresentação em público permite que o comunicador se planeje e se informe com antecedência. Já as situações de exposição de fala que não são planejadas e surgem de surpresa não têm a mesma possibilidade.

Para essas últimas, ter o mínimo de conhecimento é o que permitirá falar sobre qualquer assunto, mesmo que seja de forma não tão aprofundada quanto seria em uma palestra ou apresentação previamente planejada.

Saiba como usar a sua linguagem não-verbal

Especialmente sob pressão, o cuidado com a linguagem não-verbal merece a nossa atenção. Manter um volume de voz agradável, falar num ritmo compreensível aos demais, manter contato visual e procurar deixar sempre a postura ereta são cuidados que modificam a forma como os outros nos veem.

No trabalho, a forma como reagimos a uma situação que nos coloca pressão é constantemente avaliada. A capacidade de manter a calma e o foco, de tomar as decisões com cautela e conseguir interagir com os outros sem demonstrar ansiedade ou nervosismo em excesso é muito importante. E, em tudo isso, a linguagem não-verbal se faz presente.

Aprenda a falar de improviso

Se preparar para falar de improviso pode parecer contraditório, mas não é. Nunca sabemos quando teremos que fazer isso (afinal, o improviso acontece em situações inesperadas), mas podemos, sim, nos preparar com antecedência.

Uma das formas de saber falar de improviso e, assim, lidar melhor com situações sob pressão, é ter o chamado “assunto de apoio”, um tema sobre o qual podemos discorrer com segurança e desenvoltura, mesmo sem planejar.

Em situações de pressão, o assunto de apoio ajuda a manter a calma e a pensar no que iremos dizer a seguir. Em outras palavras, antes de chegar ao ponto central, podemos recorrer a esse tema de apoio, transmitindo uma boa imagem pessoal logo de entrada (já que falamos sobre algo que sabemos) e nos permitindo um tempo para pensar no que virá – e para tranquilizarmos.  

Uma boa ideia para um tema de apoio é uma história ou experiência própria, que pode ser adaptada e servir de eixo entre um tema e outro.

 

À medida que vamos impulsionando nossas habilidades de oratória, seremos melhores comunicadores e estaremos mais preparados para lidar com situações sob pressão!

 

Fonte:

www.thespeaker.com.br

 

The Speaker
  • separator
  • comentários
publicidade