PUBLICIDADE

Trabalhar e receber salário em euros: como começar

Veja o que é preciso para se candidatar às vagas internacionais e ser remunerado com a moeda estrangeira

4 fev 2024 - 06h30
Compartilhar
Exibir comentários
Foto: Freepik

Nos últimos anos, o mercado de trabalho vem sofrendo uma série de mudanças para se adequar ao comportamento da sociedade. Jornada de trabalho flexível, modelo híbrido, home office e carga horária reduzida são alguns exemplos das transformações nas relações de trabalho. 

Diante desta nova dinâmica, a oportunidade de trabalhar em outros países, sem sair de casa e recebendo em moedas estrangeiras, tem despertado cada vez mais o interesse de profissionais brasileiros. O euro hoje tem valor acima de R$ 5. Já a Libra é de mais de R$ 6. E o dólar está próximo de R$ 5.

Paralelamente, empresas internacionais também demonstram abertura para a contratação de mão de obra de outras localidades, incluindo o Brasil. Segundo o Estudo de Remuneração 2023, realizado pela empresa de recrutamento Michael Page, o território nacional está no foco das organizações internacionais para contratação de pessoas. As áreas de interesse são diversas, e há oportunidades de trabalho presencial e, também, remoto. 

Mas para assumir esse tipo de vaga, é preciso planejamento para que o projeto de carreira seja bem-sucedido. Com as orientações certas, o conhecimento adequado, as estratégias bem definidas e uma dose de determinação, qualquer pessoa pode receber em euro e ter uma experiência positiva no mercado de trabalho internacional. 

Conquiste a fluência do segundo idioma 

A fluência em um segundo idioma é um requisito básico para quem quer internacionalizar a carreira. O inglês pode ser uma boa alternativa, já que é a língua mais falada no mundo, conforme informações divulgadas pela Universidade de São Paulo (USP). No entanto, é válido verificar quais são as exigências das empresas contratantes.

O conhecimento de outro idioma irá ajudar em diferentes situações, desde a entrevista de emprego até a participação em reuniões corporativas após a aprovação. A comunicação também é importante para fazer networking, ter mais segurança na realização das tarefas  diárias e crescer profissionalmente. 

Há empresas que exigem a certificação do conhecimento em determinado idioma. Dessa forma, é importante saber qual é o certificado necessário e buscar cursos que preparem o estudante para a obtenção do documento.

Prepare o portfólio e currículo

Assim como a fluência em outro idioma, ter um portfólio e um currículo bem elaborados também são importantes. Os documentos são responsáveis por apresentar o candidato para a empresa, destacando as habilidades para a vaga pretendida. 

Por isso, a orientação é elencar competências, experiências profissionais e conhecimentos no currículo. Para quem quer aprimorar o documento, também pode ser interessante realizar cursos com foco no cenário internacional. 

No portfólio, é importante reunir os trabalhos mais recentes. Vale lembrar que ambos os documentos precisam estar em inglês, ou na língua exigida pela empresa contratante, para facilitar o entendimento dos recrutadores. 

Pesquise vagas internacionais 

Outro passo importante é saber onde encontrar as vagas internacionais. Há plataformas que podem ajudar na busca, como o LinkedIn e sites destinados ao anúncio de empregos.

Para isso, é importante definir o filtro na pesquisa e selecionar oportunidades fora do país. Antes de enviar o currículo para a empresa, certifique-se que o seu perfil está alinhado à vaga para evitar frustrações.  

Também é possível encontrar oportunidades nas redes sociais e em plataformas voltadas para freelancers. As mais conhecidas são Upwork, Freelancer e Toptal, que ajudam a conectar profissionais e clientes ao redor do mundo.

Conheça sobre o país que oferece a vaga 

Ao aplicar para uma vaga de emprego em outro país, é necessário ter informações sobre aquele local. Assim, é possível conhecer a cultura e evitar situações constrangedoras por falta de informação. 

O conhecimento também ajuda a criar conexões com os colegas de trabalho e a entender melhor o perfil da empresa ou cliente. 

Pesquise sobre os benefícios e direitos

Antes de enviar o currículo para atuar no mercado de trabalho internacional, também preciso analisar os benefícios oferecidos pela empresa, informar-se sobre a legislação trabalhista e conhecer os direitos assegurados para os profissionais. Tudo isso evita frustrações.

(*) HOMEWORK inspira transformação no mundo do trabalho, nos negócios, na sociedade. É criação da Compasso, agência de conteúdo e conexão. 

Homework Homework
Compartilhar
Publicidade
Publicidade