PUBLICIDADE

Termômetro Broadcast Bolsa mostra expectativas divididas entre alta e estabilidade

Entre os participantes da pesquisa, 72,7% acreditam em alta para o Ibovespa na semana que vem, enquanto outros 23% falam em estabilidade; nenhum deles prevê queda

24 set 2021 21h11
ver comentários
Publicidade

O mercado financeiro ampliou o otimismo sobre o desempenho das ações no curtíssimo prazo, mostra o Termômetro Broadcast Bolsa desta sexta-feira. Entre os participantes, 72,73% acreditam em alta para o Ibovespa na semana que vem, porcentual pouco maior do que os 69,23% do Termômetro anterior, enquanto nenhum deles prevê queda. Na última pesquisa, 7,60% disseram esperar baixa para a Bolsa nesta semana. Por fim, para 27,27% o índice fechará o período entre 27 de setembro e 1º de outubro com variação neutra, ante 23,08% no levantamento passado. O Ibovespa fechou a semana com ganho de 1,65%.

Para a próxima semana, a agenda local tem como destaque a divulgação da ata do Copom e do Relatório de Inflação (RI), seguido de entrevista de membros do colegiado, na terça e na quinta-feira. Os documentos e as declarações poderão dar mais pistas sobre o plano de voo do Banco Central, após o comunicado do Copom nesta semana ter sugerido que o ciclo de aperto monetário será em doses de 1 ponto porcentual e hoje o IPCA-15 de setembro ter vindo no teto das estimativas e chegando a dois dígitos no acumulado de 12 meses. "Ainda, teremos a divulgação do Caged (agosto) e Pnad (julho), que deverão seguir apontando melhora do mercado de trabalho", acrescentam os economistas do Bradesco, em relatório.

O mercado também tem grande expectativa sobre o avanço da solução para os precatórios, após a nova PEC costurada entre Legislativo e Executivo nesta semana que deve ser formalizada nos próximos dias. Pela nova proposta, dos R$ 89,1 bilhões devidos, o governo pagaria à vista em 2022 entre R$ 39 bilhões e R$ 40 bilhões dessas sentenças judiciais. Os R$ 50 bilhões restantes da conta prevista para o próximo ano seriam rolados para os anos seguintes. Na pauta de Brasília estão ainda as negociações para o texto da reforma do Imposto de Renda no Senado.

No exterior, a crise na incorporadora Evergrande vem ganhando maiores proporções e também fica no holofotes, ainda que a avaliação seja de que o risco sistêmico é baixo. Na agenda, o destaque são dos dados de preços e gastos com consumo (PCE, em inglês) de agosto nos Estados Unidos, na sexta-feira.

O Termômetro Broadcast Bolsa tem por objetivo captar o sentimento de operadores, analistas e gestores para o comportamento do Ibovespa na semana seguinte. A ideia é mostrar para o leitor a percepção dos profissionais - e não das instituições financeiras - a partir da resposta para pergunta: Qual o sentimento para o Ibovespa na próxima semana? As alternativas apresentadas são de variação positiva, negativa ou neutra.

A pergunta é enviada às quintas-feiras e as respostas devem ser encaminhadas até as 14h30 da sexta-feira. Após o encerramento do período, o departamento de Dados do Estadão/Broadcast calcula o porcentual obtido a partir de cada uma das opções apresentadas pelo Termômetro. As respostas individuais dos participantes ficam em sigilo e os jornalistas não têm acesso a elas. A publicação dos resultados é feita nos serviços em tempo real do Estadão/Broadcast às sextas-feiras.

Para participar do Termômetro Broadcast Bolsa, envie um email para projecoes.ae@estadao.com.

Estadão
Publicidade
Publicidade