PUBLICIDADE

Sindicato argentino convoca greve que afetará produção de petróleo de Vaca Muerta

15 jun 2024 - 15h21
Compartilhar
Exibir comentários

O maior sindicato de petroleiros da Argentina afirmou neste sábado que fará uma greve de 48 horas a partir de terça-feira para exigir salários mais altos, um movimento que afetará a produção na formação de petróleo não convencional de Vaca Muerta.

A formação de hidrocarbonetos Vaca Muerta é a segunda maior reserva de gás de xisto do mundo e a quarta maior de óleo de xisto, e desempenha um papel central no plano da Argentina de reverter um déficit significativo em sua balança comercial de energia e se tornar um exportador líquido.

O Sindicato dos Trabalhadores Privados de Petróleo e Gás de Río Negro, Neuquén e La Pampa -- as províncias onde Vaca Muerta está localizada -- disse que convocou a greve depois que as negociações com as empresas fracassaram.

O protesto ocorrerá na próxima terça-feira, de acordo com um comunicado à imprensa.

"Tentamos nos sentar, entender, conversar, chegar a um acordo, mas eles nos trouxeram as mesmas propostas de um ano e meio atrás, a mesma coisa sobre a qual conversamos há quatro meses", disse o secretário geral do sindicato, Marcelo Rucci.

"Temos a predisposição para dialogar e discutir. Agora, o que não temos é tempo para que eles nos desrespeitem."

Reuters Reuters - Esta publicação inclusive informação e dados são de propriedade intelectual de Reuters. Fica expresamente proibido seu uso ou de seu nome sem a prévia autorização de Reuters. Todos os direitos reservados.
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Seu Terra












Publicidade