PUBLICIDADE

Silicon Valley Bank: Haddad diz que fato é grave mas aparentemente não vai gerar crise sistêmica

Ministro afirmou ter passado o fim de semana conversando com Roberto Campos Neto e bancos brasileiros para colher a percepção de risco

13 mar 2023 - 11h18
Compartilhar
Exibir comentários

SÃO PAULO E BRASÍLIA - O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse na manhã desta segunda-feira, 13, que que o colapso do Silicon Valley Bank (SVB), o maior banco americano a quebrar desde a crise de 2008, não parece suficiente para gerar uma crise sistêmica. Mesmo assim, o ministro reconheceu que ainda não há informações suficientes para dimensionar o problema criado pelo episódio.

BRASILI DF ECONOMIA NEGOCIOS LINK 28-02-2023 FERNANDO HADDAD COMBUSTIVEL Os ministros das Minas e Energia, Alexandre Silveira e da Fazenda, Fernando Haddad, durante coletiva sobre reonaracao de combustíveis FOTO Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agencia Brasil
BRASILI DF ECONOMIA NEGOCIOS LINK 28-02-2023 FERNANDO HADDAD COMBUSTIVEL Os ministros das Minas e Energia, Alexandre Silveira e da Fazenda, Fernando Haddad, durante coletiva sobre reonaracao de combustíveis FOTO Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agencia Brasil
Foto: Fabio Rodrigues-Pozzebom/ Agencia Brasil - 28/02/2023 / Estadão

"Eu não sei se ele vai gerar uma crise sistêmica. Aparentemente, não. Não vi ninguém ainda tratar desse episódio como um Lehman Brothers, mas o fato é que é grave o que aconteceu", disse, em evento organizado pelos jornais "Valor Econômico" e "O Globo".

O ministro acrescentou que a reação do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) à quebra do SVB foi positiva para garantir os depositantes e evitar uma corrida bancária. Haddad lembrou ainda que o SVB é um banco regional, com carteira descasada.

Estadão
Compartilhar
TAGS
Publicidade
Seu Terra












Publicidade